fbpx

Deserto do Atacama – Tudo o que você precisa saber antes de viajar

O Mochilão Barato voltou ao Chile! Dessa vez fomos conhecer o Atacama. Nesse post contamos tudo o que você precisa saber antes de viajar para o Deserto do Atacama

Lagunas Altiplanicas no Atacama

Lagunas Altiplanicas.

Voltamos ao Chile no final de novembro/início de dezembro de 2018 para atualizar os posts do blog sobre o país, que é o destino mais acessado e também para conhecer novos locais, como o Atacama, que ainda não conhecíamos.

Em 2010 fizemos o tour de 3 dias no Salar de Uyuni na Bolívia, mas não chegamos a atravessar para o Atacama no lado chileno. Pelo fato das paisagens serem bem parecidas, acabávamos sempre adiando a visita ao Atacama. Mas passados quase 8 anos, finalmente chegou a hora de conhecer as paisagens chilenas dessa magnifica região da América do sul.

Vale de la Luna

Vale da Lua.

Turismo no Deserto do Atacama

E não podia ser diferente, já que o turismo no Chile está em alta. Santiago e o deserto do Atacama são os destinos mais procurados pelos brasileiros na América do Sul, muitas vezes sendo eleitos como destino da primeira viagem internacional.

Laguna Cejar Atacama

Laguna Cejar.

Viajar para um deserto não é tão simples como viajar para a praia e requer certos cuidados, principalmente com a saúde. A região do Atacama Chile é a mais árida do mundo e está em altitudes acima dos 2.400 metros, chegando até quase 5 mil em alguns passeios.

San Pedro do Atacama no Chile

San Pedro do Atacama.

San Pedro do Atacama (SPA), cidade base para os passeios, fica isolada ao norte do Chile e ainda sofre com certa escassez de infraestrutura como a ausência de hospitais, pronto socorro e aeroporto. Por esses e outros motivos resolvemos escrever esse post com tudo o que você precisa saber antes de viajar para o Atacama.

Moeda e câmbio no Chile

A moeda corrente no Chile é o peso chileno, cujo símbolo é o CLP. É uma moeda com muitos zeros, em que quase tudo tem preço a partir de mil pesos. Em dezembro de 2018, nas casas de Câmbio de Santiago, 1 real valia cerca de 185 pesos chilenos. Já nas casas de câmbio de San Pedro do Atacama valia pouco mais de 160 pesos. Ou seja, é mais vantajoso comprar pesos chilenos em Santiago, antes de embarcar para o Atacama. 

Como chegar no Deserto do Atacama

San Pedro do Atacama fica a 1.629 quilômetros de Santiago. Sem dúvidas, a melhor forma de fazer a viagem para o Atacama é de avião. De ônibus são cerca de 24 horas de viagem e de avião apenas 2 horas. Por incrível que parece, os preços das passagens de avião costumam ser mais baratos do que os de ônibus. Ou seja, optar por ir de ônibus é somente para quem quer muito curtir a paisagem do caminho.

Aeroporto Atacama

Aeroporto de Calama.

Passagens aéreas para o Atacama

O aeroporto mais próximo de San Pedro do Atacama fica na cidade de Calama e três empresas aéreas fazem o trecho Santiago x Calama, não existindo nenhum voo direto do Brasil para Calama.

A primeira é a LATAM, companhia que nasceu da fusão da chilena LAN com a brasileira TAM. É possível comprar ou emitir por pontos no mesmo bilhete seu voo do Brasil para Santigo e de lá para Calama. Entretanto, quem não planejar a viagem com antecedência ou aproveitar alguma promoção, provavelmente não encontrará um bom preço colocando o destino final em Calama. A alternativa é comprar os trechos Santiago x Calma x Santiago separadamente. Porém, a LATAM cobra mais caro para esse trecho no site brasileiro do que no site chileno e há a indicação de que os valores do site chileno são apenas para residentes no chile e que a comprovação dessa condição poderá ser solicitada. Ou seja, quem optar em comprar pelo site chileno para pagar mais barato corre o risco de não embarcar caso seja solicitada a comprovação de residência no país. 

Voo Santiago Calama

Vista do lado esquerdo voo Santiago x Calama.

A segunda empresa é a Sky Airline, companhia “low cost” que vende passagens a partir de incríveis 11 dólares cada trecho (valores que também podem ser encontrados no site chileno da LATAM). A diferença é que não há nenhuma exigência em relação a ser residente no Chile. 

A terceira é a “low cost” JetSmart que às vezes chega a ter preços inferiores a SKY. Ainda não voamos por essa empresa, mas o blog Um Viajante já e recomenda, além de dar outras dicas para encontrar passagens barata de Santiago para Calama

Sky Airline Chile

Avião Sky Airline.

Sugerimos que caso você opte por comprar os bilhetes separadamente, escolha voos com um bom espaço de tempo entre o voo Brasil x Santiago ou Santiago x Brasil, para evitar problemas em caso de atrasos ou cancelamento do seu voo Santiago x Calama ou Calama x Santiago. Isso porque nesses casos a companhias aéreas não se responsabilizam por fatos relacionados ao outro bilhete, mesmo que seja da mesma companhia, já que foram emitidos separadamente. Imagina se o seu voo Calama x Santiago atrasar e você acabar perdendo o voo Santiago x Brasil? Provavelmente terá que pagar taxas absurdas para remarcar o voo, isso se não tiver que comprar uma nova passagem. 

Não se esqueça de verificar as regras de despacho de bagagem, que provavelmente terá que ser pago à parte, com exceção quando da emissão conjunta dos trechos pela LATAM.

Aeroporto de Calama

Pousando em Calama.

Ônibus

Se mesmo assim você prefere ir de ônibus, a companhia Tur Bus opera os trechos Santiago x San Pedro do Atacama x Santiago. As passagens custam a partir de 34.100 pesos o trecho, quase cinco vezes mais caras do que as de avião.

Carro

Outra opção, para quem está viajando no estilo “road trip”, obviamente é ir de carro. Essa é uma boa opção para quem não abre mão de conhecer a paisagem e cidade pelo caminho. Também é possível fazer o percurso de avião e alugar um carro em Calama. Você pode utilizar o site da Rentcars.com para encontrar e reservar um carro no aeroporto de Calama. É possível encontrar veículos da Categoria SUV por cerca de R$180,00 por dia, já com taxas e seguros inclusos. Tem muitas dica para viagem de carro ao Atacama no blog O mundo é pequeno para mim

Estrada no Atacama

Estrada para Ojos del Salar.

Transfer de Calama para San Pedro do Atacama

O aeroporto de Calama fica a 100 quilômetros de San Pedro do Atacama. A forma mais comum de se deslocar é contratando um serviço de transfer. Várias empresas que oferecem o serviço tem guichê no saguão do aeroporto e o preço do transfer em micro-ônibus compartilhado com outros turistas é de 12.000 CLP ida e 20.000CLP ida e volta.

Quem estiver com o orçamente bem apertado pode de algum meio chegar até uma das rodoviárias de Calama (sim, há mais de uma, já que no Chile cada empresa tem seu próprio terminal rodoviário) e tomar um ônibus para San Pedro. As passagens custam entre 2.500 e 3.500 CLP e a empresa Ktur tem alguns horários que passam no aeroporto.

Vale da Lua Atacama

Estrada cortando o Vale da Lua.

Sinceramente, não faz muito sentido essa “economia” no sentido aeroporto x San Pedro, já que você terá que gastar com táxi do aeroporto até o terminal rodoviário e ainda fica preso aos horários dos ônibus, que são cerca de 3 ou 4 por dia. Já as empresas de transfer tem saídas a todo momento, além de te deixar e buscar em frente ao seu local de hospedagem. Já no sentido inverso, caso você encontre um horário que concilie com o horário do seu voo e que passe pelo aeroporto, pode ser uma boa alternativa para economizar um pouco. 

Laguna Tebinquiche

Pôr do sol visto da Laguna Tebinquiche.

Quando ir / Melhor época

É muito importante pesquisar sobre o clima para o período do ano que você pretende viajar. Não compre sua passagem de impulso sem ter certeza que está disposto a enfrentar temperaturas próximas de zero, calor extremo, tempestades de areia e até mesmo chuvas, que são raras mas que quando acontecem chegam a impedir o acesso a algumas atrações. 

No verão (dezembro a fevereiro) as temperaturas durante o dia chegam facilmente aos 30ºC. Ao anoitecer podem descer até os 15ºC em poucas horas.  Então, mesmo no verão é importante levar um agasalho em todos os passeios. É nessa época que acontecem as raras chuvas em algumas partes do deserto, o chamado “inverno altiplânico”. Elas podem fechar a rota para alguns atrativos, já que com a chuva geralmente vem muita neve. Nos últimos 3 anos o fenômeno aconteceu e quem acompanha perfis de viagem no Instagram, com certeza deve ser lembrar das imagens das nevascas no Atacama em pleno verão. O blog Loucos por Viagem tem um post contando como foi enfrentar chuva, tempestades e neve no Deserto do Atacama.

Vulcão Licancabur

Vulcão Licancabur visto do Vale da Lua.

Já no inverno (junho a agosto) as temperaturas ficam em torno dos 20°C durante o dia e próximas de 4ºC durante a noite no vilarejo de San Pedro do Atacama. Nos passeios, devido a altitude elevada, as temperaturas podem descer abaixo de zero, principalmente no início da manhã, horário de partida de alguns tours.

Os meses de março a maio (outono) e de setembro a novembro (primavera) são as melhores épocas para visitar o Deserto do Atacama. Nesses meses as temperaturas são amenas durante o dia e faz apenas um friozinho a noite. O céu costuma estar bem aberto e a possibilidade de chover é praticamente nula. Em setembro, pode ocorrer o fenômeno das tempestades de areia, mas é algo muito raro.

Se você deseja fazer o tour astronômico, considere evitar a época das chuvas, já que o céu estrelado só pode ser visitado em época de seca.

Lagunas Altiplanicas no Atacama

Lagunas Altiplanicas.

Onde se hospedar

No centro ou ao menos próximo dele. Na cidade de San Pedro do Atacama não há transporte público, existe apenas táxi e todas as agências ficam na região central, assim como a maioria dos restaurantes, lojas, mercados e farmácias.  Sendo assim, o melhor é evitar hospedagens em locais muito afastados do centro. Dê preferência a hotéis, pousadas e hostels nas proximidades da rua Caracoles ou que fiquem a no máximo 10 minutos de caminhada de lá. Isso porque as agências buscam na hospedagem apenas nos passeios que saem bem cedo (por volta das 5h da manhã), mas deixam no centro no retorno e não buscam nos passeios da tarde e noturnos. 

Rua Caracoles, San Pedro do Atacama

Rua Caracoles.

Se você não encontrar nada no centro que se encaixe no seu orçamento e tenha boas avaliações, existem algumas opções mais afastadas, distantes cerca de 20 minutos de caminhada. É preciso ter em mente que pode não dar tempo de passar na hospedagem entre o passeio da manhã e o da tarde para dar uma descansada, tomar banho ou ir ao banheiro. Qualquer atraso no passeio da manhã (que são comuns), deixa o tempo apertado para almoçar e caminhar até o hotel e depois voltar até a agência no centro, de onde saem os passeios a tarde. Também a noite pode dar aquela preguiça de caminhar até o centro para jantar ou de caminhar do centro até sua hospedagem após um longo dia de passeios. 

A cidade tem opções de hospedagem desde albergues bem simples, passando por pousadas, até hotéis e resorts 5 estrelas. No geral os preços de hospedagem em San Pedro do Atacama são inflacionados, assim como tudo por lá, então procure reservar com bastante antecedência para conseguir os menores preços.

Uma boa opção de hospedagem barata em San Pedro do Atacama é o Hostel Campo Base, localizado a 5 minutos de caminhada da estação rodoviária e a 10 minutos do centro. Há opção de quartos privativos com banheiro privativo e compartilhado e quartos compartilhados com banheiro compartilhado. Um ótimo café da manhã está incluso no valor da diária e eles preparam kits lanche para levar para os passeios que iniciam antes das 7 da manhã. A cozinha coletiva é bem equipada, ideal para preparar refeições e economizar. A limpeza dos quartos e banheiros é bem caprichada e o atendimento do Staff é sempre atencioso. As diárias em quarto coletivos custam em torno de R$105 e o quarto privativo a partir de R$238. Mas atenção, é preciso reservar com bastante antecedência, principalmente os quartos privativos, pois esse hostel é um dos mais bem avaliados da cidade. Essa foi nossa opção de hospedagem e recomendamos.

Encontre e reserve sua hospedagem usando a Booking.com:

Booking.com

Cuidados com a saúde e Mal da Altitude

Como já foi dito no início do post, viajar para o Atacama não é tão simples assim e requer certos cuidados, principalmente com a saúde. A região é a mais árida do mundo e está em altitudes acima dos 2.400 metros, chegando a quase 5 mil durante alguns passeios. San Pedro do Atacama é a cidade base usada pelos turistas para fazer os passeios e fica isolada ao norte do Chile, sofrendo com cerca escassez de infraestrutura, como a ausência de hospitais de pronto socorro, médicos especialistas e clínicas para realização de exames mais complexos.

A altitude por si só já pode causar sofrimento físico pela dificuldade do organismo em se adaptar à menor pressão de oxigênio. Os sintomas tendem a ocorrer horas após a chegada e podem incluir dor de cabeça, náuseas, falta de ar, incapacidade de se exercitar, perda de apetite, dificuldade em dormir ou sonolência, produção insuficiente de urina, ritmo cardíaco acelerado ou síndrome de angústia respiratória do adulto. 

Deserto do Atacama

Alguns cuidados como boa hidratação, evitar exercícios físicos no primeiro dia, consumir somente alimentos leves e não ingerir bebidas alcoólicas podem diminuir e até mesmo eliminar os sintomas do mal da altitude já nos primeiros dias da viagem. Mas existem casos mais graves onde a pessoa pode necessitar de oxigênio, medicamentos e uma mudança para uma altitude mais baixa. 

As farmácias vendem remédios preventivos contra o Mal da Altitude, mas a folha de coca é o principal aliado para diminuir e mesmo eliminar os efeitos da altitude no corpo. Tome moderadamente chá de coca assim que chegar em San Pedro, mas evite tomá-lo a noite, pois pode atrapalhar o seu sono (experiência própria). Você encontra o chá de coca em qualquer lanchonete, café e restaurante, sendo comum os hotéis oferecerem gratuitamente também. 

Centro de San Pedro do Atacama

O vilarejo fica há “apenas” 2.500 metros de altitude, então muita gente não sente nenhum efeito, mas nos passeio vão até mais de 4 mil metros e alguns chegam próximos dos 5 mil, então é preciso se precaver. As agências costumam montar os roteiros dos turistas já encaixando os passeios gradativamente conforme a altitude, deixando os de maior altitude a partir do terceiro dia, quando o organismo já costuma estar ambientado. 

É preciso se hidratar bastante. A recomendação é tomar o dobro de água que você toma normalmente. O ar por lá também é sempre muito seco. Leve roupas leves e facilitam a transpiração, assim como suportem o frio. Leve soro fisiológico, hidratante labial e corporal. As narinas sofrem muito com o tempo seco e não fazer a hidratação correta pode causar sangramentos. 

Custos com alimentação

Alimentação representa uma parte significativa dos custos de uma viagem para o Atacama. Como já foi dito, San Pedro do Atacama é uma cidade com localização remota, no meio do deserto mais árido do mundo. É completamente compreensivo que comer por lá custe caro. Exceto pelas famosas empanadas, você não vai encontrar refeições por menos de 3.500 pesos.

Empanadas Chile

Empanada chilena.

A melhor forma de economizar é procurar por restaurantes um pouco afastados da rua Caracoles e pedir pelo Menu del Día, que consiste em uma entrada, geralmente sopa ou salada e prato principal com carne é custa cerca de 3.800 pesos nos restaurantes locais e entre 5 e 6.000 pesos nos restaurantes turísticos da região da Caracoles. 

Comida Atacama

Menú del día com entrada, prato principal e sobremesa.

San Pedro é uma ótima cidade para apreciar a deliciosa comida peruana. Isso porque há diversos restaurantes de comida peruana por lá e os preços costumam ser até inferiores aos de comida chilena. Se você não sabe, a culinária peruana é uma das mais apreciadas do mundo, bem mais conceituada do que a chilena. 

Comida Peruana no Atacama

Comida peruana.

Para o jantar os preços são mais altos e dificilmente você encontrará a opção do menu. Comida de rua ou cozinhar no hostel são as alternativas para quem quer economizar. Escolher uma opção de hospedagem que inclua café da manhã nem sempre é necessário, já que a maioria dos passeios saem antes do horário em que ele é servido e quase todas as agências oferecem o “desayuno”, assim como o lanche da tarde, nos cenários hipnotizantes do Atacama. 

Lagunas Altiplanicas

Café da manhã nas Lagunas Altiplanicas.

Não há grandes mercados, muito menos supermercados na cidade. Os mini mercados ou mercearias tem preços altos, tanto que se você pretende cozinhar todos os dias é recomendável que faça uma compra em Calama antes de seguir para San Pedro.

Vida noturna

Pode ser que você não saiba, mas é proibido beber na rua em todo o Chile. O povo chileno costuma respeitar essa proibição e um turista desavisado pode ter que pagar uma multa por desrespeitar a lei. Para consumir bebidas alcoólicas nos bares de San Pedro é preciso comer algo. Ou seja, não é permitido apenas encher a cara, também é preciso encher a barriga. Festas e baladas não são permitidas na cidade, mas rolam umas “festas clandestinas”, geralmente nos fins de semana, que mesmo sendo proibidas a polícia costuma fazer vista grossa. Outra curiosidade é que, conforme lei municipal, é proibido dançar em SPA, mesmo em lugares fechados, devido a tradições religiosas e para evitar o excesso de festas e bagunça, que acabam atrapalhando o turismo.

A verdade é que o álcool atrapalha na adaptação do organismo à altitude. Evite-o ao menos nos primeiros dias. Para alguns passeios, como o dos Geysers el Tátio, as agências não recomendam o consumo de bebidas alcoólicas e de carne vermelha na noite anterior. 

Gêiseres de Tatio

Geysers el Tátio.

Agências de turismo no Deserto do Atacama

A maior parte dos brasileiros que visitam o Atacama prefere se juntar a passeios organizados por agências de turismo da cidade. É muito mais prático e seguro, mas nem sempre mais barato, principalmente para quem viaja em 4 ou 5 pessoas, lotação completa de um carro de passeio. Além do fato que nem todo mundo gosta desse tipo de excursão, que fatalmente sempre terá um “mala” no grupo que irá se atrasar, não seguir as regras, falar alto, ser inconveniente, etc. Essas e outras coisas, como tempo rígido para ver as atrações e paradas em locais “nada a ver”, podem deixar seu passeio menos prazeroso. 

Agência de turismo no Atacama

Agência de turismo Layana, parceira da Denomades.com.

Mas se você não tem coragem ou condições de alugar um carro para explorar o deserto, a única forma é procurar uma agência de turismo, seja para se juntar a um grupo ou contratar tours privativos. Com algumas poucas exceções, a maior parte das agências tem o mesmo padrão de qualidade e preços. É claro que existem agências de luxo que utilizam veículos mais novos e confortáveis, montam grupos menores ou privativos e oferecem mais mordomias durante os deslocamentos. Também há algumas poucas que prestam péssimos serviços e podem chegar a colocar a vida do turista em risco por causa da falta de segurança de seus veículos. 

Vale da Lua

Veículos das agências de turismo no Vale da Lua.

Mas os tours, independente de ser uma agência fuleira ou de luxo passam pelos mesmos locais e paisagens. Considere que agências que cobram preços similares ou bem próximos vão oferecer o mesmo serviço. Agências que cobram bem mais caro provavelmente o fazem por oferecem pacotes de luxo, como mais conforto e exclusividade. Muito cuidado com agências que cobram preços bem abaixo da média pelo mesmo tour. Há um risco grande de ser furada e você acabar em um ônibus velho, sem as mínimas condições de conforto e segurança.

Flamingos no Atacama

Flamingos no Deserto do Atacama.

Assim como em qualquer lugar do mundo, pode acontecer de a agência que você contratou te repassar para outra agência por não ter um número mínimo de turistas para fechar o passeio. Há relatos de agências que simplesmente cancelaram o tour de última hora pois havia poucas pessoas, tiveram algum tipo de problema com o veículo que iria fazer o transporte ou com funcionários. Certifique-se com sua agência qual a atitude deles nesses casos antes de fechar o contrato, assim como qual tipo e lotação máxima do veículo que será usado. No geral eles utilizam vans com lotação de 12 a 18 pessoas ou micro-ônibus com lotação até de 30 passageiros.

Ojos del Salar Atacama

Ojos del Salar.

Indicamos a Denomades.com para organizar seu roteiro e reservar seus passeios pelo Atacama. A empresa foi criada em 2013 e é o principal site de reserva online de passeios e excursões na América do Sul, oferecendo mais de 450 atividades em 7 países. Eles trabalham apenas com operadores profissionais e prestam atendimento ao cliente 24 horas por dias, também disponíveis via chat para auxiliar durante as reservas, tirar dúvidas e ajudar no planejamento da viagem. Nós testamos os serviços da empresa durante nossa viagem e eles organizaram desde o transfers Aeroporto de Calama x San Pedro do Atacama x Aeroporto de Calama, a todos os tours que fizemos pelo Atacama. Os pagamentos são feitos ainda no Brasil via PayPal ou com cartão de crédito. A Denomades.com é recomendada por nós e muitos outros blogs de viagem e tem preços competitivos para os passeios no Atacama, sempre com tours em promoções e pacotes que se encaixam nos seus planos de viagem. 

Atrações do Deserto do Atacama

São muitas opções de atrações para serem visitadas a partir de San Pedro do Atacama. Mesmo que você passe 7 dias por lá não vai conseguir conhecer tudo. Os preços cobrados pelas agências são altos e quase todas as atrações cobram ingresso, alguns deles bem caros. 

Flamingos Atacama

Flamingos na Laguna Chaxa.

Geralmente as agências montam o seu roteiro com dois passeios por dia, um pela manhã e outro a tarde. É a melhor forma de otimizar o seu tempo, mas com certeza bem cansativo. Ao final da viagem você estará com a mente bem descansada, mas com o corpo bem cansado, já que os passeios da manhã começam antes do dia nascer e a chegada dos passeios da tarde é após o pôr do sol, que dependendo da época do ano acontece por volta das 20 horas. 

Laguna Cejar

Laguna Piedra.

Mas você pode montar um roteiro mais tranquilo, fazendo apenas um passeio por dia quando tiver que acordar bem cedo e dois passeios apenas nos dias em que coincidirem passeios mais próximos de San Pedro, que não exigem levantar às 4:30h da madrugada. 

Geysers El Tatio

Piscina termal nos Geysers El Tatio.

Como economizar com passeios

A maior parte das atrações fica longe do vilarejo e só é possível chegar em auto, mas há algumas atrações onde é possível ir de bicicleta e até mesmo a pé, economizando o serviço de transporte organizado pelas agências. 

Quem quer conhecer melhor o vilarejo de San Pedro do Atacama pode se juntar a um dos Free Walking Tours, aqueles passeios city tour a pé, organizados por uma empresa ou guia, em que o turista paga apenas uma gorjeta, sem valor pré estabelecido. Acontecem todos os dias às 10 e 15 horas com início na Praça San Pedro, onde você verá guias convidando os turistas a se juntarem ao tour. 

Quem gosta de pedalar pode alugar uma bicicleta a partir de 3 mil pesos e conhecer alguns atrativos nas proximidades do vilarejo como o Vale da Morte e Vale da Lua.

Vale de la Luna

Vale da Lua.

Outra opção é fazer os tours, ou a maioria deles, em carro alugado. Você pode alugar um carro em San Pedro do Atacama, mas é bem mais barato e há mais opções de agências e tipo de veículos em Calama. Dessa forma é recomendável que alugue e devolva o carro em Calama. Conhecer os atrativos da região de carro é quase sempre bem tranquilo, desde que você não tenha nenhum problema com o veículo. As estradas para a maioria dos atrativos são muito bem conservadas e sinalizadas. Para alguns locais, como o Salar de Tara, não é recomendável ir sem guia, sendo mais seguro contratar um tour em alguma agência, pois fica em uma das regiões mais remotas e de maior altitude do Atacama, sem estradas bem demarcadas e qualquer tipo de socorro pelo caminho.

Lagunas Altiplanicas Atacama

Lagunas Altiplanicas.

É sim uma boa opção para quem viaja em grupo e quer economizar, além de ter mais liberdade para curtir a paisagem no seu próprio ritmo. Mas só recomendamos para viajantes experientes e para quem tem condição de alugar um bom veículo, além de contratar os devidos seguros pessoais e para o automóvel. 

Laguna Piedra Atacama

Laguna Piedra.

Outras dicas importantes

  • O tempo ideal para uma viagem para o Atacama é de 7 dias. Quem deseja visitar o Salar de Uyuni no lado boliviano do deserto pode precisar de ainda mais tempo. Entretanto, se você só tem 3 ou 4 dias completos para conhecer a região, é possível montar um roteiro com as principais atrações e aproveitar bastante a viagem.
  • Não se esqueça que você está visitando um deserto. Economize água e saiba que pode acontecer de faltar água no chuveiro da sua hospedagem porque outro hóspede abusou no banho. 
  • Há caixas eletrônicos na cidade, mas não conte com a sorte. Chegue a cidade com dinheiro suficiente para os seus gastos, até porque, como já foi dito, as cotações das casas de câmbio em San Pedro não são boas.
  • Há pelo menos três farmácias na cidade mas você pode ter dificuldade para comprar alguns remédios que são vendidos no Brasil sem receita, já que a legislação no Chile é diferente. É recomendável levar já do Brasil alguns remédios que você costuma tomar para dor de cabeça, resfriado, etc. Para os remédios controlados não se esqueça de levar junto a receita médica, pois pode ser solicitado pela vigilância sanitária nos aeroportos. 
  • Não se esqueça de levar e usar protetor solar, óculos escuros e boné ou chapéu. Mesmo que você não use no seu dia a dia, no deserto é praticamente impossível e nenhum pouco recomendável ficar sem esses itens. 
  • Opte por roupas leves e calçados confortáveis. Tenha sempre em mãos uma boa jaqueta e se vista em camadas, assim dependendo do horário do dia você tira ou coloca camadas de roupa para se adequar com a temperatura. 
  • A maioria das ruas da cidade são de terra, com exceção para as principais. 
  • Os chip das operadoras chilenas funcionam bem em San Pedro, inclusive com sinal 4G. Nas estradas e nos atrativos a internet não costuma pegar. 
  • A maioria dos estabelecimentos comerciais aceitam cartões de crédito ou débito, porém ainda há alguns que não aceitam. Não se esqueça de ligar para o seu banco ou acessar o internet banking/aplicativo para informar o período de viagem e autorizar o uso no exterior dos seus cartões. 
  • Leve roupa de banho, mesmo que na sua hospedagem não tenha piscina. Isso porque em vários atrativos há a possibilidade de entrar em piscinas naturais ou artificiais de águas termais e até mesmo nas incríveis lagoas onde é impossível afundar por causa da alto grau de salinidade da água. 
  • Não há hospitais com grande estrutura hospitalar em SPA, não sendo possível fazer exames mais complexos ou receber atendimento médico em situação de emergência graves. Esses casos são atendidos apenas em Calama, a 100 quilômetros de San Pedro do Atacama.
  • Há dois postos de saúde na cidade para atendimento de situações mais simples, sendo que um é municipal e o outro particular. Em ambos turistas precisam pagar por todo e qualquer atendimento.
  • San Pedro do Atacama é uma cidade muito segura e tranquila. De toda forma vale tomar os mesmos cuidados de sempre, ficando sempre de olho em seus pertences, valores e passaporte. Em Calama, principalmente se chegar na cidade de ônibus, fique atento, pois há vários relatos de furtos e golpes.  
Lagunas Altiplanicas Atacama

Lagunas Altiplanicas

Seguro Viagem Chile

Em San Pedro do Atacama, assim como em todo o Chile, não existe atendimento médico gratuito, mesmo nos hospitais públicos. Chilenos e turistas precisam pagar por todo e qualquer atendimento médico. Quem contrata um seguro viagem tem a tranquilidade de ter todo atendimento organizado e pago pela seguradora ou ser ressarcido de todos os gastos, inclusive insumos utilizados e medicamentos administrados e/ou receitados. Como já foi alertado nesse post, SPA não conta com boa estrutura hospitalar, estando o hospital de emergência mais próximo a 100 quilômetros de distância. Imagine o custo de uma transferência em ambulância até lá em caso de uma urgência.

Nós sempre viajamos para o Chile e para qualquer outro país com seguro viagem. Sempre utilizamos a a SegurosPromo para pesquisar as melhores opções em diversas seguradoras. Nessa última viagem para o Chile, o seguro para 10 dias da Travel Ace custou R$94,24, menos de 10 reais por dia. Contava com diversas coberturas, entre elas cobertura de até US$40.000 para atendimento médico, assistência odontológica e farmacêutica, cobertura para prática de esportes, seguro cancelamento/interrupção da viagem, danos a mala, seguro de bagagem extraviada, por invalidez permanente e morte acidental (verifique condições da apólice).

O cupom MOCHILAOBARATO5 dá 5% de desconto em qualquer seguro da SegurosPromo e pagando via boleto você ganha mais 5% de desconto. Caso prefira, o pagamento ainda pode ser feito parcelado no cartão de crédito.

Chile


Leia também

Roteiro de 3 dias no Deserto do Atacama – Dicas, passeios, custos 

Roteiro de 5 dias em Santiago – Chile 

Roteiro de 12 dias de viagem para o Chile

Documentos necessários para entrar no Chile

Como escolher uma mochila de viagem

5 roteiros de mochilão pela América do Sul

Outros blogs acessados durante o planejamento dessa viagem

Um Viajante

Viagens Cine

Nós no Chile

Esse Mundo é Nosso

Pegadas na Estrada

Mulher Casada Viaja

Viajando na Janela

Apure Guria

Fui, Gostei, Contei

O Melhor Mês do Ano

2 Comments

    • Mochilão Barato 11/03/2019

Gostou? Deixe sua dúvida ou comentário!