fbpx

Roteiro de 4 dias em Buenos Aires – O que fazer e dicas para economizar

Nesse post detalhamos o nosso Roteiro de 4 dias em Buenos Aires na Argentina. Saiba o que fazer, veja as dicas para viajar por conta própria e economizar.

Puerto Madero, Buenos Aires

Puerto Madero.

Roteiro de 4 dias em Buenos Aires

Esse roteiro foi pensando para quem tem pelo menos 4 dias completos em Buenos Aires. Ou seja, para quem chega na noite anterior ou bem cedo no 1º dia do roteiro e deixa a cidade na noite do 4º dia ou na manhã do dia seguinte. Mas é claro que esse é um roteiro adaptável e na verdade o ideal é que você o adapte de acordo com os seus interesses e tempo na cidade. Essa foi nossa segunda vez em Buenos Aires. A primeira foi em 2012, antes do blog ser criado, quando também ficamos 4 dias por lá.

Congresso em Buenos Aires

Congresso argentino em 2012.

Passagens

Nossa viagem para Buenos Aires aconteceu no feriadão da Proclamação da República, entre os dias 15 e 18 de novembro de 2018. O embarque aconteceu na quinta-feira dia 15 e o retorno no domingo dia 18. As passagens de Campo Grande para Buenos Aires e BA para CG foram emitidas por milhas, sendo que cada passagem de ida custou 18 mil pontos do programa Smiles, emitidas na Qatar Airlines e a cada volta 12 mil pontos do programa Multiplus sendo emitidas na LATAM. No voo de ida pagamos cada um R$136,80 de taxas e no de volta absurdos R$305,46, isso porque os aeroportos da Argentina tem uma das taxas de embarque mais caras do mundo.

Buenos Aires é atendida por dois aeroportos, o Aeroparque que fica bem próximo ao centro e o Ezeiza, principal aeroporto, porém bem mais afastado. Se puder e a diferente de preços ou pontos for pequena, compre tanto a ida quanto a volta pelo Aeroparque, pois isso vai diminuir bastante os custos com transporte aeroporto x hotel x aeroporto, além do tempo de deslocamento.

San Telmo

Bairro de San Telmo.

Como a oferta de voos para o Aeroparque é menor e a nossa viagem foi programada de última hora, nós só conseguimos passsagens para ir e voltar por Ezeiza, que fica a 36 quilômetros do hotel que nos hospedamos. Já o Aeroparque fica a apenas 7 quilômetros.

A Multiplus tem sido o melhor programa de milhas para emitir passagens para Buenos Aires e para maior parte da América do Sul. Geralmente é fácil encontrar trechos por 12 mil e até menos pontos de muitas cidades brasileiras para as capitais sul americanas. Ainda não faz parte da Multiplus? Cadastra-se gratuitamente e comece a juntar pontos agora mesmo.

Puerto Madero em Buenos Aires

Puerto Madero.

Hospedagem

Nossa escolha em Buenos Aires foi o hotel Uno Buenos Aires Suites, um hotel com ótima localização, com estação de metrô ao lado, lanchonetes, mercados 24 horas, ônibus na porta, segurança ímpar e uma vista incrível. Os quartos são extremamente limpos, café da manhã simples, mas com uma ótima variedade e qualidade. Os funcionários falam português, o que facilita muito. Possui serviços de reservas com bons descontos em atrações locais como tango, restaurantes, cassino, etc. Cada diária em quarto duplo ficou em média R$234,50, preço muito bom, tendo em vista que o custo de hospedagem em Buenos Aires não é baixo.

Hotel Uno Buenos Aires

Terraço Hotel Uno.

Fique atento, na Argentina há um imposto adicional (ISS) de 21% sobre o valor total da hospedagem, porém turistas estrangeiros que optam por pagar com o cartão de crédito ou de débito estrangeiro ficam isentos deste imposto, mediante apresentação de um passaporte ou documento de identidade e cartão de imigração para provar a condição de turista. Dessa forma, é mais vantajoso utilizar o cartão de crédito ou débito e pagar o IOF brasileiro de 6,38% para compras com cartão de crédito no exterior do que os 21% do ISS argentino. Não esqueça de informar a viagem ao exterior e autorizar o uso do cartão junto a seu banco.

Qual moeda levar

A moeda local é o peso argentino ($). Em novembro de 2018 cada R$1,00 valia cerca de $10. Não é necessário comprar dólares, euros ou qualquer outra moeda, nem mesmo o peso argentino aqui no Brasil. Leve reais para a Argentina e troque por pesos por lá. Se você comprar dólares ou euros aqui no Brasil para trocar lá por pesos, vai acabar perdendo algum dinheiro nas duas conversões. Se trocar reais por pesos por aqui vai pegar uma cotação inferior a que encontrará em Buenos Aires. O real tem ótima cotação na capital argentina, sendo recomendado sacar reais antes da sua viagem e levá-los para trocar por pesos argentinos nas casas de câmbio do centro de Buenos Aires.

Sugerimos que troque nas casas de câmbio do aeroporto apenas o suficiente para as primeiras horas em Buenos Aires, já que a cotação por lá não é dos melhores. Indicamos uma casa de de câmbio na Rua Bartolomé Mitre, 1710, bem próxima ao Uno Buenos Aires Suites, onde encontramos boas cotações para o real.

Puerto Madero, Buenos Aires

Puerto Madero.

1º DIA – Quinta-feira

Tente pegar um voo que chegue em Buenos Aires na parte da manhã. Após o Check-in no local escolhido para hospedagem, aproveite o seu primeiro dia em Buenos Aires para se ambientar, trocar reais por pesos argentinos, provar a culinária local em seu primeiro almoço na cidade e conhecer alguns alguns pontos turísticos.

Para usar o ônibus chamado de “colectivo” ou o metrô de Buenos Aires, o “subte”, é necessário ter um cartão magnético que integra todo o sistema público de transporte da cidade, o SUBE. Compre o SUBE em qualquer estação do metrô ao custo de $30 pesos.

Prédio Evita Buenos Aires

Prédio com rosto de Evita Peron em 2012.

Café Tortoni

Que tal começar o seu roteiro por Buenos Aires em um dos locais mais clássicos e nostálgicos da cidade? O Café Tortoni é um dos mais antigos da capital argentina e muito visitado por turistas. Tem ambiente agradável, com decoração tradicional e própria. Fica bem no centro da cidade, perto da Calle Florida, Plaza de Mayo, Avenida 9 de Julio. Essa visita nos permite conhecer parte da cultura e as tradições dos portenhos, assim como apreciar seus móveis e decoração original, com destaque para o bar, a máquina de café, a caixa registradora e candeeiros de teto. No passado era frequentado por artistas, intelectuais, poetas e boêmios, mas atualmente é mais procurado por turistas, o que geralmente ocasiona filas para entrar e preços um pouco mais elevados do que a concorrência. Se os preços estiverem acima do seu orçamento, tome um café, conheça o local, faça suas fotos e vá atrás de um local com preços mais baixos para almoçar.

Café Tortoni Buenos Aires

Café Tortoni.

Praça de Maio e Centro Histórico

Após almoçar, vá conhecer a Plaza de Mayo, praça mais importante de Buenos Aires. Inaugurada em 1580, quando da fundação da cidade, era o local do comércio e foi palco de importantes acontecimentos históricos. Lá está a Casa Rosada – palácio sede do governo argentino, o Museo del Bicentenario, a Pirâmide de Mayo, o Cabildo e a Catedral Metropolitana.

Plaza de Maio em Buenos Aires

Plaza de Mayo.

A visita ao Museo del Bicentenario é gratuita. Ele fica na lateral da Casa Rosada. No Cabildo, funciona o Museo Nacional del Cabildo y la Revolución de Mayo, que também tem entrada gratuita (com opção de visita guiada).

Faça um roteiro a pé de lá até o Congresso (2 quilômetros), se imergindo no cotidiano dos moradores de Buenos Aires e conhecendo os principais pontos de interesse do centro histórico.

Alguns dos pontos de interesse nesse percurso são:

  • Passeio Roverano (av. de Mayo, 560) – a galeria de lojas mais antiga na cidade, que ainda mantém a sua aparência original, assim como a estação de Metrô Peru, que apesar de estar um bem decadente, ainda conserva belos vitrais e detalhes em bronze em seu interior;
  • Palácio Barolo (av. de Mayo 1370) – Construído em 1921, com 22 andares era um dos mais altos da América latina na época. É um monumento histórico argentino e sua arquitetura foi inspirada no livro Divina Comédia, de Dante Alighieri, sendo dividido em 3 partes, como o livro, tem 22 andares, número de estrofes da obra e 100 metros de altura, quantidade de cantos da Divina Comédia. Oferecem um tour guiado de visitação que dura em média 1h30h, mas é preciso fazer o agendamento antes no site do edifício. Saiba como é a visitação do Palácio Barolo no blog Fui ser viajante.
  • Praça Congresso – construída para destacar o Congresso Nacional, nela está localizada a famosa escultura de Auguste Rodin, o “pensador”.
  • Palácio do Congresso Nacional – Inaugurado em 1906, foi construído pelo mesmo arquiteto do Teatro Colón.
Congresso em Buenos Aires

Congresso Nacional.

Show de Tango

Para a primeira noite em Buenos Aires nada melhor do que assistir a um bom show de Tango e comer uma boa comida portenha. Nossa indicação é um pequeno bar/restaurante, um verdadeiro achado no bairro San Telmo, o Todo Mundo (rua Anselmo Aieta, 1095). Quando estivemos por lá em 2012 entramos nesse lugar por acaso e nessa viagem voltamos a visitá-lo. Os shows no pequeno palco acontecem normalmente de quinta a domingo às 22h, mas é preciso chegar mais cedo, por volta das 20:30h para garantir uma mesa. A casa não cobra pelo show, sendo pedido apenas uma gorjeta no final pelos próprios artistas. A consumação mínima é de 350 pesos por pessoa. O local fica em frente a “Plaza Dorrego” e tem fácil acesso. O cardápio tem preços acessíveis, variedade excelente e pratos bem saborosos. Ótima dica para quem quer conhecer o Tango mas não quer pagar um absurdo por isso. Vale muito a pena! Confira a programação na página deles no Facebook.

Show de tango Buenos Aires

Show de tango no Todo Mundo.

2º DIA – Sexta Feira

O segundo dia na cidade ficou reservado para conhecer pontos turísticos localizados em bairros próximo ao centro e alguns mais afastados. Para otimizar nosso tempo e facilitar optamos por utilizar o Buenos Aires Bus, ônibus turístico da cidade. Muitas pessoas criticam, principalmente quando o foco é viajar gastando pouco, mas em BA, para nós brasileiros que normalmente visitamos com pouco tempo, vale muito a pena, pois assim conseguimos visitar mais lugares em pouco tempo, podendo ter a comodidade de escolher onde parar e quanto tempo ficar em cada local. A Buenos Aires Bus tem três rotas – verde, vermelha e roxa, cobrindo todos os pontos turísticos da cidade. Com o mesmo ticket você pode usar as três linhas, descendo e subindo quantas vezes desejar. O bilhete de 24 horas custou 990 pesos para adultos e 520 pesos para menores de 11 anos.

ônibus turístico Buenos Aires

Percurso linhas azul e vermelha.

La Boca e El Caminito

Por meio do ônibus turístico, escolhemos o bairro La Boca como nossa primeira parada. O bairro é ótimo para conhecer a história local, tirar belas fotos nas ruas coloridas, tomar um bom café da manhã ou almoçar em bons restaurantes e comprar lembrancinhas.

El Caminito em Buenos Aires

El Caminito.

Onde hoje está a rua Caminito, no passado passava uma linha de trem. Em 1928 a ferrovia fechou e o terreno foi abandonado. Em 1950 um grupo de moradores, entre os quais estava o famoso pintor Boca Quinquela, decidiu restaurar a região. O pintor batizou a rua como “Caminito” pelo título do popular tango de 1926, de Peñalosa e Filiberto. Ao passeio foram somando-se as doações de diferentes artistas e em 1959, Caminito foi transformado em um museu a céu aberto e sem portas. Além desse local colorido, você terá acesso em La Boca ao porto e ao estádio do Boca Juniors.

La Boca Buenos Aires

Bairro La Boca.

Puerto Madero

Puerto Madero é um dos pontos mais fortes no aspecto turístico em BA, ao longo de todo canal do porto podemos caminhar sobre a calçada observando a beleza e o contraste do moderno com o antigo. Essa mescla é visível entre as construções antigas dos depósitos, hoje galerias, restaurantes, lojas e etc, e os prédios super modernos e deslumbrantes.

Puerto Madero Buenos Aires

Arte em Puerto Madero.

Dentre as coisas para se fazer no Porto, além de apreciar o clima incrível do lugar, você poderá ver uma bela obra de arte do artista/arquiteto Santiago Calatrava, inspirado no Tango. Outra grande atração Argentina, a ponte da mulher, exuberante e linda, é um ótimo local para tirar suas fotos e guardar essa incrível lembrança. Existe também a Fragata Sarmiento, que hoje funciona como barco escola, mas já deu inúmeras voltas ao mundo e hoje é aberto para visitação.

Ponde da mulher, Porto Madero

Puente de la Mujer – Puerto Madero.

Ao longo do Porto você ainda poderá ir a reserva ecológica, um local para contemplar e relaxar. Aos amantes de atividades, você poderá alugar uma bike e se aventurar nos distintos circuitos nesse espaço.

Dica para almoço em Puerto Madero

Outro ponto forte são os restaurantes. Em toda margem do rio da Prata, você poderá encontrar os mais variados restaurantes, desde os mais caros até os Fast Food, todos com vista para o porto. Nossa dica de restaurante é o Brasas Argentinas, onde você poderá comer de forma livre, com mais de 60 opções, entre mesa de frios, salgados, frutos do mar, sushi, tradicional churrasco argentino, paella, massas, tortas e muito mais. O valor médio da refeição é de 400 pesos, dando direito a desfrutar do buffet e a uma sobremesa na carta de postres. As bebidas são pagas à parte. Vale muito a pena, o restaurante é lindo e entrega uma excepcional qualidade.

Galerías Pacífico

Para quem quer fazer compras em Buenos Aires, as Galerías Pacífico, o shopping mais visitados por turistas brasileiros ficam bem pertinho. Mas não vá achando que os preços são muito menores do que o Brasil, porque não são. Há muitos anos até foram, mas atualmente o legal é tentar encontrar produtos diferentes ou difíceis de achar no Brasil. Uma volta pela Calle Florida, rua das Galerías Pacífico é uma das ruas mais famosas de Buenos Aires, também vai render boas compras, principalmente de artigos de couro e roupas.

Galerias Pacífico

Galerías Pacífico.

Recoleta e Palermo

Uma parada no bairro Recoleta é quase obrigatória para conhecer a Floralis Generica, uma escultura metálica localizada na Plaza de las Naciones Unidas, um parque arborizado cercado por trilhas. A flor gigante de aço inoxidável com esqueleto de alumínio tem 18 toneladas e 23 metros de altura. Suas pétalas se abrem durante o dia e se fecham durante a noite.

Floralis Generica Buenos Aires

Floralis Generica.

Para quem gosta de visitar museus, o Malba – Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires fica bem próximo, no bairro Palermo. Lá está o famoso quadro Abaporu de Tarsila do Amaral é o ingresso custa $140.

Palermo ainda tem outras atrações como alguns dos mais bonitos parques de Buenos Aires, entre eles o Jardim Botânico e os Bosques de Palermo. O Zoológico de Palermo encontra-se fechado por tempo indeterminado.

Cemitério da Recoleta

Um dos pontos turísticos mais famosos da cidade. Isso mesmo, esse cemitério é visitado diariamente por milhares de turistas e pelos próprios portenhos, que utilizam seus espaços verdes para caminhar e passar tempo junto da família e amigos. Lá também estão os túmulos de algumas celebridades e personalidades da argentinas, entre elas do General Alvear e de Evita Perón.

Cemitério da Recoleta

Cemitério da Recoleta.

Ganhou fama graças ao luxo das lápides e da ostentação dos túmulos, retrato do bom momento econômico vivido pelo país no início do século XIX, mas atualmente acontecem poucos enterros por lá, devido ao pouco espaço livre disponível e também ao alto preço cobrado pela administração do cemitério.

Cemitério da Recoleta.

Cemitério da Recoleta.

Avenida 9 de Julio

Já foi considera a avenida mais larga do mundo. Nela estão atrações como o Obelisco de Buenos Aires e o Teatro Cólon. O Obelisco é um monumento histórico criado para comemorar os 400 anos de fundação da cidade. O Teatro Cólon é um dos prédios mais bonitos de Buenos Aires, onde é possível fazer uma visita guiada paga. Nós não fizemos, mas o blog Viajante Comum fez e contou tudo no post Visita guiada ao Teatro Cólon.

Obelisco em Buenos Aires

Obelisco em 2012.

Outro local interessante para conhecer é a Livraria El Ateneo (Av. Santa Fé, 1860), considerada uma das mais belas de todo o mundo. Mas ela fica um pouco mais afastada, a cerca de 2 quilômetros do Obelisco. Vá caminhando pela avenida 9 de Julio até encontrar a avenida Santa Fé.

Livraria Buenos Aires

Foto: Flickr

Cassino de Buenos Aires

Para o jantar, que tal conhecer o Cassino de Buenos Aires em Puerto Madero. Pergunte no seu hotel sobre as vans gratuitas que buscam os turistas no hotel. A entrada é gratuita e você não precisa jogar ou gastar fortunas por lá, já que há opções de alimentação com preços razoáveis. O blog Tem que ir esteve por lá e contou tudo no post Casino Buenos Aires – conheça o luxuoso Casino flutuante de Puerto Made.

3º DIA – Sábado

No sábado decidimos ir até a cidade Tigre, nos arredores de Buenos Aires. É uma ótima opção para quem quer fazer um bate e volta e conhecer um pouco mais da Argentina além de Buenos Aires. Tigre fica fica a 32 quilômetros da capital argentina e é um destino encantador e muito interessante, que tem como maior atração o Delta do rio Tigre, uma região formada por vários rios e pequenas ilhas, onde habitam e tem casas de veraneio pessoas de alta renda a sociedade argentina. Com muita natureza e mansões, muitos turistas vão a cidade para fazer um passeio de barco pelo rio Tigre.

Delta rio Tigre

Delta Tigre.

É possível ir por conta própria e na cidade escolher um passeio de barco, assim como percorrer a pequena cidade em um ônibus turístico do tipo hop on – hop off, como o de Buenos Aires. Entretanto, pela facilidade e comodidade, nós escolhemos fazer o passeio organizado pelo pessoal do Brasileiros na Argentina, uma empresa do Grupo Brasileiros pelo Mundo e que trabalha com turismo para brasileiros em toda Argentina e também no Uruguai.

Eles nos buscaram no hotel por volta das 9h e junto de outros turistas, seguimos para Tigre de ônibus, fazendo pequenas paradas pelo caminho para conhecer alguns bairros residenciais como Olivos, La Lucila, Martinez e San Isidro, onde está a Catedral de San Isidro.

Catedral de San Isidro, Buenos Aires

Catedral de San Isidro.

O tour dura em média duas horas até chegar a Tigre, o que nos proporciona uma imersão incrível na cultura regional das cidades. Durante o passeio o guia explica sobre as curiosidades da cidade de Buenos Aires e das cidades que passamos.

Passeio de barco em Tigre

Passeio de barco em Tigre.

Em Tigre você pode escolher passeios diferentes por meio de percursos distintos sobre os Deltas. Nós escolhemos fazer o passeio mais longo, saindo de Tigre indo até Buenos Aires, no Porto Madero. Durante o passeio podemos ver as lindas paisagens, observar as cidades por outra perspectiva e desfrutar de um lindo passeio, regado a café e alfajor. Mais informações, preços e outras opções de passeios no site Brasileiros na Argentina.

Delta do Tigre

Passeio pelo Delta do Tigre.

Quem preferir ir por conta própria pode pegar o trem para Tigre na Estação Retiro em Buenos Aires, nas plataformas de linha Mitre 1 ou 2. A viagem dura 50 minutos e cada passagem custa $25. Chegando em Tigre vá até a Estação Fluvial Domingo F. Sarmiento, pegue um mapa da cidade e escolha um passeio de barco para fazer (ver preços e o que inclui, pesquise). Antes ou após passeio de barco faça um City Tour com o ônibus turístico de Tigre ou simplesmente caminhe para conhecer a cidade.

Casa Rosada

Nossa sugestão para o fim de tarde de sábado, já de volta a Buenos Aires, é fazer uma visita guiada gratuita no interior da Casa Rosada, palácio sede do governo argentino. Mas atenção, é necessário agendar pelo site da Casa Rosada com pelo menos 15 dias de antecedência. As visitas guiadas são para aqueles que se interessam em conhecer a história, arquitetura e decoração do lugar. Se esses temas não são do seu interesse, é melhor conhecê-la apenas por fora, caso contrário você poderá se sentir um pouco entediado.  Os principais pontos visitados durante o tour são o Salão de Patriotas Latino americanos, Pátio das Palmeiras, Salão das Mulheres Argentinas, o escritório presidencial e a famosa Varanda para a Plaza de Mayo. A visitação só acontece somente aos sábados das 10 às 18h, duram em média 60 minutos e tem entrada totalmente gratuita. Dessa vez não fizemos a visitação pois perdemos o prazo para o agendamento, mas em 2012, quando ainda era possível visitá-la apenas enfrentando a fila, conhecemos o interior da Casa Rosa e achamos muito interessante e bonito. O auge sem dúvidas é o momento da foto na varanda para a Plaza de Mayo.

Casa Rosada em Buenos Aires

Casa Rosada.

Vejas as dicas do blog Tem que ir de onde comer em Buenos Aires

4º DIA – Domingo

O último dia desse roteiro fica livre para você escolher os passeios e atrações turísticas que ainda deseja visitar. Nossa sugestão, caso seja domingo, é visitar as feiras da cidade, em especial a feira de San Telmo.

Feira de San Telmo Buenos Aires

Feira de San Telmo.

San Telmo

Essa é uma região que com certeza não pode faltar no seu roteiro, cercado por casarões, galerias de arte, lojas, bares, restaurantes, mercado tradicionais, praças e etc. Aos domingos acontece a incrível feira de San Telmo, ideal para comprar suas lembrancinhas, pois os valores são inferiores a qualquer loja da cidade, podendo economizar até 70% em comparação a outros lugares.

Feira de San Telmo

Guarda-sois coloridos em galeria em San Telmo.

San Telmo é uma das áreas mais bem preservadas da cidade de Buenos Aires e é caracterizada por suas casas coloniais e as ruas empedradas, o que dá um charme especial. O centro de San Telmo é a Plaza Dorrego, a área é famosa por seus cafés e antiquários. O tango e a vida boemia fazem parte da vizinhança, inclusive muitas pessoas vão a essa praça nas tardes de domingo e nos demais dias no início da noite para dançar o tango.

San Telmo Buenos Aires

Ruas de San Telmo.

Vale a pena visitar Buenos Aires?

Muitas pessoas nos pergunta se vale a pena visitar Buenos Aires e a resposta é igualmente direta: sim, vale muito a pena. A cidade está muito segura, limpa, organizada, com vários pontos turísticos novos, além dos tradicionais, Mesmo passando por um momento delicado no aspecto político e econômico, parecido com o nosso, o povo argentino acredita no progresso e continuam trabalhando muito, levando a cultura com muita paixão no olhar e atos.

Centro de Buenos Aires

Centro de Buenos Aires.

A desvalorização da moeda local, média de 1 real para 10 pesos, é algo que nesse momento nos desperta muita atenção. É super possível fazer uma viagem de quatro dias, como fizemos, levando R$500,00 para cada pessoa, comendo bem, passeando e trazendo lembrancinhas sem nenhum aperto, retirando desse valor sua hospedagem é claro.

Além dos aspectos descritos anteriormente, reforçamos a imensa imersão que encontrará nesse país vizinho. As belezas naturais, arquitetônicas, cultural, gastronômico e o povo, que sempre nos recebe com um sorriso e bom papo. Vá à Buenos Aires e leve nossas dicas com você. Aproveite o momento econômico e conheça se nunca foi ou volte para visitar os locais que não conheceu na primeira viagem, temos certeza que irá amar.

Vista de Buenos Aires

Buenos Aires vista do Hotel Uno Suites.

Mais informações

Roubos e Furtos – Não custa lembrar para sempre tomar cuidado com seus pertences, pois furtos são frequentes não só em Buenos Aires, mas em todas as grandes cidades da América do Sul e do mundo. Leve com você apenas o necessário, deixando cartões que não vá usar, dinheiro e passaporte no cofre do hotel. Carregue suas bolsas e mochilas na parte da frente do corpo em locais de muito movimento e no metrô.

Quando ir – Durante todo o ano, porém tenha em mente que em Buenos Aires as estações são bem definidas. Durante o verão as temperaturas chegam facilmente aos 30ºC e no inverno próximo a 0ºC. Em 2012 fomos em julho e pegamos muito frio. Já esse ano indo em novembro as temperaturas estavam bem mais agradáveis.

Documentação – Brasileiros não precisam de passaporte para viajar para Argentina, bastando portar Carteira de Identidade em bom estado de conservação e que permita identificar a foto do portador com facilidade, preferencialmente com no máximo 10 anos de emissão. Saiba mais no post Países onde brasileiros não precisam de passaporte. O Certificado de vacinação contra febre amarela também não é necessário.

Tango San Telmo

Tango pelas ruas.

Seguro viagem

Não é obrigatório contratar, mas extremamente recomendável. Sempre pensamos que nada vai acontecer durante nossas viagens, porém ficar doente no exterior ou sofrer um acidente é mais comum do que se imagina. Sempre recomendamos estar coberto por um bom seguro viagem em qualquer viagem internacional. Na Argentina há atendimento gratuito no serviço público de saúdes, mas assim como no Brasil o atendimento é precário e demorado.

Nós sempre utilizamos a SegurosPromo para contratar nossos seguros. Para essa viagem custou R$61,51 com coberturas superiores a USD 35.000. Quer 10% de desconto no seu seguro? Use o cupom MOCHILAOBARATO5 na tela de pagamento e garanta 5% de desconto e mais 5% de desconto para pagamento via boleto. Caso prefira, o pagamento ainda pode ser feito em até 12 vezes no cartão de crédito.

Seguros Promo


Leia também

5 roteiros de mochilão pela América do Sul

Roteiro de 5 dias em Santiago – Chile

Um fim de semana em Montevidéu

Conhecendo o Paraguai

Machu Picchu, boa parte do Peru e um pouco da Bolívia em 21 dias

Mochilando pela Bolívia por 15 dias com 500 dólares

One Response

  1. Scant Tales 13/12/2018

Gostou? Deixe sua dúvida ou comentário!