Como chegar a Santa Cruz de la Sierra na Bolívia – Trem ou ônibus?

Nesse post detalhamos as opções atuais de transporte para chegar a Santa Cruz de la Sierra na Bolívia. Já faz algum tempo que o famoso Trem da Morte não é a única opção e atualmente talvez nem seja a melhor.

Fronteira Brasil x Bolívia

Linha Internacional Brasil(Corumbá) e Bolívia (Arroyo Concepcion).

Esse é um post enviado por um leitor. Se você quer ver sua viagem aqui no Mochilão Barato, entre em contato conosco através da aba contato. Então, com a palavra nosso leitor Thiago Duarte morador de Corumbá/MS.


Olá tudo bem! Eu sou o Thiago e vou contar um pouquinho das experiências recentes que tive na Bolívia.

Como chegar a Santa Cruz de la Sierra

Primeiramente, para poder entrar no País, umas das principais e mais baratas opções é através da fronteira de Corumbá no Mato Grosso do Sul. Muitos aventureiros do mundo todo passam diariamente por aqui, mas também há rotas por terra pelo Norte do Brasil e voos diretos partindo de São Paulo a Santa Cruz de La Sierra diariamente pela BOA – Boliviana de Aviacion e Gol Linhas aéreas, além de voos com conexão para Cochabamba e La Paz por estas cias e também pela LATAM.  Outra opção é a linha de ônibus Santa Cruz – São Paulo (Barra Funda) e vice-versa operada pela empresa de ônibus boliviana La Preferida Bus.

A partir da Fronteira em Corumbá

Como moro em Corumbá sempre vou pela fronteira de Puerto Quijarro. É necessário apenas a carteira de identidade e a carteira da febre amarela concedida pela ANVISA. O primeiro passo é passar pelo Posto de Imigração da Policia Federal Brasileira, ali dependendo do horário pode demorar bastante na fila, já no lado Boliviano o posto de Imigracion está totalmente informatizado, não há quase filas, não precisa preencher nada a mão, tudo é feito em poucas minutos, muito ágil.

Terminal rodoviário Puerto Quijarro

Terminal Rodoviário recém inaugurado em Puerto Quijarro.

Quanto as opções de transporte de Puerto Quijarro, do lado boliviano da fronteira, até Santa Cruz de la Sierra, são basicamente dois tipos, ônibus ou trem, havendo várias opções de preço, tempo de viagem e conforto em ambos.

Rodoviário

De uns 5 anos para cá foi entregue totalmente pavimentada e sinalizada a chamada Ruta 4, que liga Puerto Quijarro a Santa Cruz de La Sierra e com isso a região passou a dispor de várias cooperativas de transporte que fazem esse trajeto diariamente nos horário das 11h, 18h, 19h, 20h, 21h e 22h rumo a Santa Cruz e vice-versa. Quanto as empresas há uma gama de opções para todos os bolsos. Existem duas empresas (23 de Marzo e El Quijarreno) que possuem excelentes ônibus leito e suíte cama.

ônibus bolívia

Ônibus suíte.

Neste a poltrona vira cama mesmo, fornecem bolinhos, refrigerantes, sucos ou água ao sair, ainda há sorteios de brindes, eu mesmo já ganhei uma agendinha e um calendário lindo. As tarifas do ônibus leito variam de 80 a 100 BOB (pesos bolivianos), mais ou menos 40 a 60 reais. As do suíte cama de 140 a 170 bolivianos (75 a 95 reais), mas ainda assim compensa e muito pelo conforto e segurança. Aqui no Brasil um ônibus dessa categoria pelo mesmo trajeto sai a quase R$200,00.

Onibus leito Puerto Quijarro x Santa Cruz de La Sierra

Onibus leito.

Tem ainda para aqueles aventureiros que viajam com o orçamento bem aperto a opção dos buses batissismos, podendo sair em torno de 25 a 35 reais. Mas já aviso que os veículos não são tão confortáveis, alguns bem antigos mesmo, outros nem tanto, aí vai depender da sua sorte. Eu fui em um horrível, apertadíssimo, cheirando barata, barulhento, etc. Quanto a compra neste trecho não há venda pela internet e é preciso  ir a rodoviária para comprar. Nas melhores empresas é preciso comprar com horas ou dias de antecedências, pois é difícil achar na hora para embarque imediato. Uma dica é fazer os trâmites burocráticos logo pela manhã e ir ao terminal comprar a passagem para o primeiro horário disponível, indo em seguida conhecer um pouco do vilarejo e fazer algumas compras na zona franca.

Ferroviário

Pelo sistema ferroviário, antigamente conhecido como Trem da Morte, atualmente há duas opções de trens partindo de Puerto Quijarro a Santa Cruz de La Sierra: o Expresso Oriental e Ferrobús.

O Expresso Oriental sai às 13h aos domingos, terças e quintas-feiras, chegando em Santa Cruz às 6h da manhã do outro dia. Os vagões possuem ar condicionado, TV, banheiros super limpos, poltronas reclináveis grandes e vagão restaurante. A passagem custa 70 BOB e o trem é muito lento, ideal para ir em grupos e curtir a paisagem.

Trem da Morte

Expresso Oriental

Já o Ferrobús é trem mais rápido, com apenas dois vagões, que sai as segundas, quartas e sextas-feiras às 18h e chega às 7h em Santa Cruz. Custa mais caro, cerca de 120 BOB. Quando esse trem foi lançado, diziam que era muito moderno e confortável. Bom, eu não tive uma boa experiência nele em dezembro de 2017, quando utilizei pela primeira vez. Ao entrar no meu vagão o ar não funcionou e o calor era de cerca de 50ºC. Não é permitido abrir as janelas, então todos reclamaram bastante, muitos brasileiros, até que disseram que iriam buscar a manutenção e depois de mais de uma hora de atraso, acabaram nos trocando de vagão. Saímos do segundo e fomos para o primeiro ocupar outras poltronas, acredito que depois deram um jeito de consertar. Coisas da Bolívia, rs. O serviço de bordo não é lá essas coisas e como já estava a noite não comprei nada. Não há espaço no trem para cozinha e refrigeração de bebidas, ou seja, tudo vem da estação da fronteira e fornecido horas depois e pago a parte, mas o pior mesmo veio pela manhã, quando começou a chover dentro do trem. Isso mesmo, começou a cair água suja do ar condicionado no meio do corredor e em cima de algumas pessoas. Passageiros em choque não acreditavam no que viam e nem eu. A única vantagem, ou ponto positivo, é sua rapidez, tendo 6 horas de viagem a menos do que o outro trem.

Ferrobús Bolívia

Ferrobús. Foto: divulgação.

Para quem for de trem fique atento aos horários e dias de saída. É possível conferir os horários no site da Ferrovia Oriental e comprar passagem com antecedência no site Tickets Bolivia.

Trem da Morte

Foto: arquivo.

Ônibus ou trem?

No passado, quando a rodovia para Santa Cruz de la Sierra não estava pronta, o então conhecido como “Trem da Morte” era a única maneira por terra de chegar a Santa Cruz. Entretanto, hoje essa talvez nem seja a melhor opção, principalmente para quem não suporta viagens longas. De trem são cerca de 17 horas de viagem no Expresso Oriental e 13 no Ferrobús. Já de ônibus são apenas 9 horas e os preços são próximos se compararmos o Expresso Oriental com os ônibus leito e o Ferrobús com o ônibus suíte cama. Além disso as empresas de ônibus operam diariamente em diversos horários, diferente do trem que sai em dias específicos e em apenas um horário diário. Escolher utilizar o trem ou o ônibus é uma questão pessoal. Principalmente para quem nunca viajou de trem, pode ser uma experiência interessante. Mas se você tem a intenção de contemplar a paisagem pelas janelas do trem, dê preferência para o que saí às 13h (viagem mais longa), já que indo no que parte às 18h você só verá as luzes dos pequenos povoados pelo caminho.

Imigração na fronteira em Corumbá

Atenção, a aduana fecha às 18h. Se programe para atravessar a fronteira e fazer os trâmites do lado brasileiro e do boliviano com antecedência, pois em determinadas épocas do ano o movimento é grande. Em nenhuma hipótese é aconselhado a entrada na Bolívia sem esta permissão, exceto para quem vai transitar apenas pela zona franca (feirinha) e voltar para Corumbá. O Certificado Internacional de Vacinação contra Febre Amarela é exigido. Não é necessário portar passaporte, bastando a Carteira de Identidade em bom estado e de preferência com menos de 10 anos de expedição. Atenção, só a Carteira de Identidade (RG) é aceita. CNH, Carteira de Trabalho, carteiras profissionais, militar, etc não são aceitas. A fronteira fica a cerca de 5 quilômetros do centro de Corumbá e há um ônibus municipal circular que passa nas proximidades da rodoviária de Corumbá que leva até lá. Outras opções são o táxi e moto-táxi. A rodoviária de Puerto Quijarro, de onde partem os ônibus, e o Terminal Ferroviário, ficam próximos da fronteira. Para chegar até eles a melhor opção é tomar um táxi boliviano, pois apesar de ser possível ir caminhando, essa não é uma boa escolha, já que um táxi boliviano até lá custa baratinho.

Câmbio na Bolívia

O câmbio hoje já não é tão favorável para os brasileiros, já que 1 Real vale 1,67 pesos bolivianos (Setembro 2018). Você pode levar reais, dólares, euros ou qualquer outra moeda forte. Não troque tudo na fronteira, o câmbio sempre é mais baixo, podendo ter muitas notas falsas, troque somente o necessário para pagar o táxi até o terminal de ônibus ou trem do lado boliviano da fronteira. Ao chegar em Santa Cruz troque a maior parte ou todo o seu dinheiro, já que ali será a melhor cotação do Pais. Vá a rua 24 de Setembro descendo a Praça principal, ali você encontrará um câmbio bem mais alto, às vezes até dez centavos a mais que em La Paz, fronteira ou qualquer outro lugar. Vale muito a pena pesquisar e fazer o câmbio nas casas de câmbio. Não faça cambio nas ruas, pois o valor é mais baixo e é perigoso.

Terminal Bimodal

Terminal Bimodal Santa Cruz de la Sierra.


Leia também

MOCHILANDO PELA BOLÍVIA POR 15 DIAS COM 500 DÓLARES

MOCHILANDO POR MACHU PICCHU, BOA PARTE DO PERU E UM POUCO DA BOLÍVIA POR 21 DIAS GASTANDO R$1306,00 – 2011

Gostou? Deixe sua dúvida ou comentário!