fbpx

Chile: o que fazer, pontos turísticos, roteiros, dicas para economizar

Se você está planejando uma viagem para o Chile nesse post vai encontrar dicas para viajar por conta própria, o que fazer, pontos turísticos, roteiros de viagem e como economizar. Já viajamos para o Chile várias vezes e temos dicas importantes para o sucesso da sua viagem.

Vulcão Villarica no Chile
Vulcão Villarica em Pucón.

ATENÇÃO: desde o dia 18 de outubro estão ocorrendo vários protestos populares em Santiago do Chile, região metropolitana e algumas cidades do interior do país.
De 19 de outubro a 26 de outubro o governo chileno decretou toque de recolher no período noturno, geralmente entre 10 da noite e 6 da manhã. Desde então o toque de recolher foi suspenso.
Durante todo o mês de novembro as manifestações continuaram a acontecer, na maioria das vezes de forma pacífica. Infelizmente há relatos de vandalismo, confronto com as forças policiais e de violações dos direitos humanos pela polícia.
Na maioria dos dias as atrações turísticas, mercados e transporte público estão funcionando normalmente. Nos dias em que há convocações para grandes manifestações alguns locais turísticos podem permanecer fechados.
Por tudo isso, é extremamente recomendável fazer os passeios com uma agência de turismo, evitando fazê-los por conta própria, para garantir a sua segurança.
Nossa recomendação é a Destino Chile, agência especializada em atender brasileiros em Santiago e no Atacama.
No interior do país a situação está mais calma. Enquanto a situação não se normaliza, nós indicamos que você pesquise bastante antes de embarcar para o Chile para chegar sabendo da situação local, principalmente se for visitar a capital Santiago.
E não esqueça de contratar um Seguro Viagem, já que não há atendimento médico gratuito no Chile.
*Atualizado em 26/11/2019.

*Post atualizado em 03/07/2019

O Chile é o destino mais acessado aqui no blog. A primeira vez que estivemos por lá foi em 2014 e desde então já voltamos algumas vezes. As últimas viagens foram em janeiro de 2017 e em novembro de 2018. Esse ano já estamos com tudo pronto para voltar em julho e aproveitar as atrações de inverno de Santiago. É claro que vamos atualizar esse post e publicar outros com as novidades.

Turismo no Chile

O Chile é um país que deve ser incluído nos seus planos de viagem. De alguns anos para cá se tornou, ao lado da Argentina, um dos principais destinos dos brasileiros na América do Sul.

É um país extenso, com diversos biomas desde o desértico até o polar, passando pela Patagônia e sempre com a presente da Cordilheira dos Andes.

Avião chegando em Santiago
Cordilheiras dos Andes em Santiago.

Deve ser apreciado aos poucos, pois tem muitas atrações e pontos turísticos como o Oceano Pacífico, a Ilha de Páscoa, os Andes, o Deserto do Atacama, as Estações de Esqui, a Patagônia e muito mais, sendo impossível conhecer metade das atrações turísticas do Chile em uma só viagem.

Por que visitar o Chile?

Porque o Chile é um país de natureza incrível! Estima-se que o Chile tenha em torno de 2.000 vulcões, sendo que 95 deles ainda estão ativos. Lá está o deserto mais árido do mundo que guarda paisagens exuberantes e inimagináveis. É um dos poucos lugares no mundo onde é tão fácil contemplar geysers em erupção jorrando água fervente e gases. Na Patagônia há centenas de glaciais e o Parque Nacional Torres del Paine é o destino dos sonhos de qualquer aventureiro. Na capital Santiago estão atrações naturais como o Cajón del Maipo e Embalse el Yeso e as estações de esqui e pertinho dali, no litoral, as belas praias de Viña del Mar e a histórica nas ruas de Valparaíso.

Embalse el Yeso no Cajón del Maipo
Embalse el Yeso no Cajón del Maipo.

Principal destino da América do Sul

Não é a toa que o Chile se tornou o principal destino turísticos da América do Sul, superando o Brasil em número de turistas estrangeiros. E parte desse desempenho é graças ao fato de que os brasileiros estão viajando cada vez para mais o Chile. Em 2018, 589 mil brasileiros visitaram o país, uma alta de 8,1% com relação a 2017.

O Chile obteve o primeiro lugar da lista dos Top 10 Países para visitar em 2018 do Lonely Planet e é citado na lista das Top 10 regiões para visitar em 2019. Em 2016 e 2017 foi escolhido como o “melhor destino de turismo de aventura do mundo” pelo World Travel Awards, que é considerado o “Oscar do turismo”.

Prático para brasileiros

E para 2019 a expectativa é que Santiago seja o destino do exterior mais procurado por brasileiros, superando Buenos Aires e Nova York. O país proporciona uma viagem inesquecível e é um dos melhores destinos para a primeira viagem para o exterior ou para conhecer a neve.

O Chile fica pertinho do Brasil, a apenas 4 horas de voo a partir de São Paulo e é muito prático viajar para lá, pois não é necessário passaporte ou vacinas, bastando portar Carteira de Identidade.

Vale Nevado no Chile
Valle Nevado em Santiago.

Como planejar uma viagem para o Chile

Não é preciso comprar pacotes de viagem para viajar para o Chile. É muito fácil planejar uma viagem para lá por conta própria e normalmente sai bem mais barato, além de te dar muito mais liberdade para escolher os passeios e atrações turísticas. Mas é claro que pode acontecer de surgir uma promoção de pacote de viagem muito boa, que valha a pena comprar.

Mas nesse post estão todas as dicas para quem pretende planejar uma viagem para o Chile por conta própria e o melhor, economizando sempre que possível.

1) Comprando as passagens aéreas

A porta de entrada no Chile é a capital Santiago, já que todos os voos que saem do Brasil aterrizam por lá antes. Há voos diretos de São Paulo e Rio de Janeiro pela Gol, LATAM e Sky Airlines e com conexão nessas cidades a partir das demais cidades brasileiras onde elas operam.

A Sky Airlines é uma companhia de baixo custo que opera no Chile e faz pouco tempo começou a voar do Brasil (Rio de Janeiro e São Paulo) para o Chile (Santiago e conexões). Vale a pena checar os preços nela também. Nós voamos Sky Airlines no trecho Santiago x Calama (Deserto do Atacama) x Santiago na viagem do fim de 2018 e foi bem tranquilo.

Dependendo do seu roteiro, você pode fazer uma conexão em Santiago para cidades como Puerto Natales na Patagônia, Puerto Montt na Região dos Lagos e Calama no Deserto do Atacama.

São 04 horas de voo saindo de São Paulo, 05 horas a partir do Rio de Janeiro e 07 de Brasília. Várias companhias aéreas tem voos diretos de cidades brasileiras para a capital Santiago, entre elas Avianca, Azul, Gol, Latam e Sky Airline.

Encontre passagens promocionais em Passagens Promo, site que negocia as melhores tarifas com as companhias aéreas e oferece passagens com desconto. Faça uma simulação e compare!

Passagens por milhas

É a melhor opção para quem quer economizar muito na viagem para o Chile. É muito comum encontrar passagens de diversas cidades do Brasil por 10.000 a 15.000 pontos na Multiplus e na Smiles.

Isso devido a alta oferta de voos. Algumas vezes durante promoções, é possível encontrar passagens até por menos de 10 mil pontos Multiplus o trecho. É menos pontos do que para a maioria das viagens aqui dentro do Brasil.

Em todas as nossas viagens para os Chile as passagens foram emitidas por milhas. Na viagem de janeiro de 2017 foram 10 mil pontos Multiplus a ida de Campo Grande para Santiago e 12 mil a volta de Puerto Montt para Campo Grande. Na viagem de 2018 foram 20 mil pontos Multiplus ida e volta de Campo Grande a Santiago.
*Cadastra-se gratuitamente no Multiplus e comece a juntar pontos agora mesmo.

Outra dica é ficar de olho no site Melhores Destinos que divulga promoções de passagem aérea e sempre nos ajuda a encontrar passagens baratas por dinheiro e por milhas.

2) Que moeda levar para o Chile

A moeda do Chile é o peso chileno. Em janeiro de 2017 cada real valia 194 pesos chilenos nas casas de câmbio de Santiago. Entretanto, se você quiser comprar pesos chilenos aqui no Brasil, provavelmente não irá conseguir um câmbio tão favorável. A nossa dica é levar reais para o Chile e trocá-los por pesos chilenos em Santiago. Nas demais cidades chilenas é possível trocar reais por pesos, porém a cotação não é tão boa quanto em Santiago. Caso você tenha dólares, euros ou libras, pode levá-los para o Chile também.

Atualmente paga-se imposto no Brasil em todos os tipos de compra de moeda estrangeira. O valor atual do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) na compra de moedas estrangeiras em dinheiro vivo é de 1,1% e no cartão de débito pré-pago e cheques de viagem 6,38%. Quem optar por utilizar o cartão de crédito no exterior também paga 6,38% de IOF e ainda fica sujeito a variação da cotação da moeda estrangeira até o fechamento da fatura.

Atenção: no Chile há um imposto sobre hospedagem de 19%, mas o estrangeiros estão isentos dessa taxa se pagarem a hospedagem no cartão de crédito ou com dólares americanos.

Dessa forma, entendemos que a melhor opção é levar reais para serem trocados por pesos chilenos em Santiago, para aos gastos gerais da viagem e levar dólares no valor suficiente para pagar por sua hospedagem. Por questões de segurança, você pode adquirir um cartão pré-pago internacional e carregá-lo com dólares ou pesos chilenos, apesar do valor mais alto do IOF e das taxas pagas a cada saque, pois caso você o perca ou sofra um furto ou roubo, as operadoras conseguem bloquear o cartão e te enviar um novo em um prazo bem curto.

Saiba mais em Câmbio em Santiago: que moeda levar para o Chile.

3) Imigração no Chile

Brasileiros não necessitam de passaporte para entrar no Chile, bastando apresentar Carteira de Identidade Civil com no máximo 10 anos de expedição. Atenção: não são aceitos documentos como CNH, Carteira Funcional, Carteira de Militar, Carteira de Trabalho, OAB, CREA, etc. Os únicos documentos aceitos pela imigração são o passaporte ou a Carteira de Identidade (RG) emitida pelas Secretárias de Segurança Pública.

Saiba mais no post Documentos necessários para entrar no Chile.

4) Seguro viagem

No Chile não existe atendimento médico gratuito. Se você ficar doente por lá vai ter que pagar por atendimento médico, mesmo que seja em um hospital público. A melhor forma de se precaver e poder viajar em segurança e ter a certeza que caso fique doente receberá um ótimo atendimento médico é contratar um seguro de viagem internacional.

Nós sempre utilizamos a Segurospromo para contratar nossos seguros viagem e recomendamos. Eles fazem a comparação dos preços de diversas opções de seguro em várias seguradoras para que você escolha o que melhor se encaixa no seu perfil e orçamento. Os valores são promocionais, abaixo do que é cobrado contratando diretamente com as seguradoras.

PROMOÇÃO DE FÉRIAS NA SEGUROS PROMO!
15% de desconto com o cupom FERIAS + 5% de desconto no boleto.
Não dê bobeira, há opções por menos de R$10,00 por dia.
Desconto já aplicado nesse link.
*Promoção válida até 19/12/2019, independente da época da viagem.

5) Deslocamentos internos

O Chile é um país com dimensões continentais e dependendo da distância entre as cidades nos deslocamentos internos, pode ser mais barato viajar de avião do que de ônibus, além, obviamente, de ser mais bem mais rápido e cômodo.

Para distâncias pequenas vale a pena ir de ônibus, que aliás costumam ser muito bons em todo o Chile, exceto para viagens de curta distância que podem ser “comuns” ou até “desconfortáveis”. Não há trens de passageiros operando no Chile.

Avião

A LATAM opera voos para todas as regiões do Chile, mas nem sempre oferece os menores preços. Outras opções são a Sky Airlines e a JetSmart, companhias aéreas low cost que operam no Chile.

A viagem de Santiago para Calama no Deserto do Atacama (e vice-versa) é um exemplo de deslocamentos que vale a pena fazer de avião. São 1.629 quilômetros de distância percorridos em mais de 24 horas de ônibus, enquanto de avião são apenas 2 horas. Por incrível que pareça as passagens de avião podem sair mais barato do que as de ônibus se compradas com antecedência. É possível encontrar o trecho nas cias aéreas por incríveis 11 dólares, enquanto as passagens de ônibus custam a partir de 34.100 pesos, quase cinco vezes mais caro. Saiba mais no post Deserto do Atacama – Tudo o que você precisa saber antes de viajar.

O mesmo vale para trechos como Santiago x Arica, Santiago x Puerto Montt, Santiago x Puerto Montt, Santiago x Osorno (e vice-versa) todos a partir de USD11 o trecho com a Sky Airlines. Já para Santiago x Puerto Natales e Santiago x Punta Arenas na Patagônia custa a partir de USD21.

Também é possível comprar ou emitir por pontos na Latam voos para, dentre outras cidades, Calama no Deserto do Atacama, Valdivia, Osorno e Puerto Montt na Região dos Lagos Andinos, Punta Arenas e Puerto Natales na Patagônia e para Ilha de Páscoa. Simule em “mais de um destino” e de acordo com seu roteiro verifique se vale a pena comprar a ida chegando em Santiago e a volta partindo da última cidade que for visitar, realizando os deslocamentos internos pelas cias de baixo custo, em um bilhete separado da Latam ou de ônibus.

Não se esqueça de verificar as regras de bagagem de bordo e tarifas para despachar.

Ônibus

Os ônibus chilenos, em geral, são melhores que os brasileiros. Dependendo do trajeto você pode escolher entre as opções convencional, executivo, cama e semi-cama. Normalmente não há parada para refeição, podendo estar incluso o serviço de bordo. Como as estradas chilenas são boas, mesmo longas distâncias podem ser vencidas em uma confortável viagem noturna.

As principais empresas de ônibus chilenas são a Tur-Bus, Pullman e JAC. Todas vendem passagens online, mas é preciso ter um cartão de crédito internacional. Você também pode comprar diretamente nos guichês das empresas nos terminais rodoviários, porém na alta temperada e em feriados locais, faça isso com antecedência para garantir sua passagem.

Algumas rotas que vale a pena fazer de ônibus no Chile:

  • Santiago x Valparaíso ou Viña del Mar: empresas Turbus e Pullman, 1:30h de viagem, passagens entre 2.000 e 3.700 pesos por trecho. Saiba mais no post Valparaíso e Viña del Mar por conta própria.
  • Santiago x Pucón com a Tur-Bus: 11 h de viagem (noturna), a partir de 13.900 pesos;
  • Pucón x Valdívia: JAC, 3 h de viagem, 4.700 pesos
  • Valdívia x Puerto Varas: JAC, 2:45 h de viagem, 5.000 pesos
  • Puerto Varas x Puerto Montt: ônibus circular, 30 minutos.

Atenção: no Chile não há rodoviárias como as que estamos acostumados. Em algumas cidades podem existir vários terminais de ônibus e cada empresa operar em um. Verifique de qual terminal saíra e em qual chegará seu ônibus.

6) Hospedagem no Chile

O Chile é um país caro. Encontrar hospedagem de qualidade com bom preço exige muita pesquisa. Abaixo estão os locais em que já nos hospedamos no Chile e que recomendamos.

Onde ficar em Santiago

  • Para quem busca uma opção super econômica o hotel Sahara Inn Corte Suprema no centro tem diárias a partir de R$ 89,00 em quarto privativo com banheiro e o hostel Rado Boutique em Bellavista a partir de R$78,00 em quarto coletivo e R$190,00 para 2 pessoas em quarto privativo.
  • Já para quem quer um pouco mais de conforto, o Hotel Don Santiago  no bairro Bellavista tem quartos privativos a partir de R$147,00 por noite.
  • Outra opção que recomendamos é hospedar-se em apartamento. No Travel Place Andino no bairro Providência, as diárias custam a partir de R$183,00 nos apartamentos estúdio para até 2 adultos e de R$203,00 nos apartamentos de 1 quarto para até 3 adultos ou 2 adultos e 1 criança.

Veja outras opções de hospedagem em Santiago no post Onde ficar em Santiago: melhores bairros, dicas de hotel, hostel e apartamento.

Onde ficar em San Pedro do Atacama

O Hostel Campo Base é uma ótima opção para economizar e ficar bem hospedagem em San Pedro do Atacama. Disponibiliza quartos privativos com banheiro privativo ou compartilhado e quartos coletivos. As diárias custam a partir de R$105 em quarto coletivo e de R$238 nos privativos.

Onde ficar em Pucón, Puerto Varas e Puerto Montt

Frutillar no sul do Chile.
Frutillar no sul do Chile.

O que fazer no Chile

Há tanta coisa para fazer no Chile que é praticamente impossível conhecer todas as atrações e pontos turísticos do seu interesse em uma só viagem. Esse é um daqueles destinos que gostamos e não nos cansamos nunca de voltar. Mesmo já tendo viajado para o Chile algumas vezes, arriscamos dizer que ainda não conhecemos nem metade das suas atrações e dos seus pontos turísticos.

Teleférico em Santiago do Chile
Teleférico em Santiago. Foto: Travel Chile.

No site Chile Travel da Sernatur, órgão chileno de promoção do turismo, o país é divido em 5 zonas turísticas: Norte e Deserto do Atacama; Centro, Santiago e Valparaíso; Rapa Nui (Ilha de Páscoa); Sul, Lagos e Vulcões e Patagônia e Antárctica.

Cada região tem características próprias que podem dar ao turista a impressão de estar visitando um país diferente. Mas isso é um Chile, um país de muitos contrastes naturais, culturais e arquitetônicos.

Abaixo sugerimos atividades e pontos turísticos para conhecer em cada uma das zonas turísticas do Chile.

1) Explorar o Deserto do Atacama

O Deserto do Atacama só perde para Santiago como destino mais visitado por brasileiros no Chile. É o destino certo para os amantes da natureza e que querem conhecer paisagens totalmente diferentes das que temos no Brasil. Os esportistas e aventureiros não podem deixar de subir ao topo do vulcão Lascar. É um local para visitar pequenos vilarejos que ainda mantêm seus costumes históricos, observar a vida selvagem e a grandiosidade dos vulcões, lagoas e formações rochosas.

Lagunas Altiplanicas no Atacama
Lagunas Altiplanicas no Deserto do Atacama.

San Pedro do Atacama é a cidade base para explorar o Deserto do Atacama, seja através de tour organizados por agências ou por conta própria em carro alugado. Mas outras cidades da região norte como Antofagasta, Arica e Iquique atraem visitantes que buscam além de explorar o Atacama, relaxar nas praias do Oceano Pacífico.

Vale da Lua Atacama
Vale da Lua no Deserto do Atacama.

Uma viagem para uma região desértica não é tão simples como viajar para Santiago e requerer cuidados e planejamento, ainda mais tratando-se do Deserto do Atacama, o mais árido do mundo e que está em altitudes entre 2.400 e 5.000 metros.

Preparamos um post com Tudo o que você precisa saber antes de viajar para o Deserto do Atacama.

2) Conhecer Santiago e região

A capital do Chile encanta os brasileiros por sua modernidade e tranquilidade. Uma das capitais sul americanas com melhor qualidade de vida, Santiago é uma cidade segura e cheia de atrações.

Santiago do Chile
Santiago do Chile. Foto: Chile Travel.

Seus parques e opções de atividades junto a natureza atraem turistas de todo o mundo. Muitos brasileiros elegem Santiago para a primeira viagem ao exterior e uma das razões é a oportunidade de conhecer a neve presente nas montanhas no inverno. É uma cidade com vida noturna agitada e uma grande oferta gastronômica.

Vale Nevado
Valle Nevado.

Bem perto de Santiago estão atrações como as estações de esqui e o Embalse el Yeso no Cajón del Maipo. Os amantes dos esportes na neve encontram em Santiago as melhores pistas de esqui da América do Sul.

Que gosta de vinho não pode perder a oportunidade de visitar uma das muitas vinícolas e ver de perto o cultivo da uva e a produção do vinho chileno.

Há muitas vinícolas em Santiago e região, então aproveite as dicas do blog Nós no Chile no post 5 vinícolas para visitar por conta própria. Já a 160 quilômetros de Santiago fica o Vale de Colchagua, região onde são produzidos os melhores vinhos chilenos. Saiba mais sobre o Vale de Colchagua no blog Suas Próximas Viagens.

Acesse nossos posts sobre Santiago do Chile e região e o blog Nós no Chile para dicas de atividades de inverno em Santiago.

A cerca de 130 quilômetros da capital estão Valparaíso e Viña del Mar, cidade litorâneas que há muito tempo caíram no gosto dos brasileiros atraídos pela história e arte de rua em Valparaíso e pelas praias do Oceano Pacífico em Viña del Mar.

Praia em Viña del Mar
Viña del Mar.

Saiba mais no post Valparaíso e Viña del Mar por conta própria.

3) Descobrir a misteriosa Ilha de Páscoa

A Ilha de Páscoa é um dos lugares habitados mais isolados do mundo. A origem de seus gigantescos moais ainda é um mistério. Praias, cavernas e animais singulares encantam os visitantes. A ilha fica na polinésia chilena, há impressionantes 3.000 quilômetros de distância da costa e é um dos destinos mais cobiçados do Chile.

Moais na Ilha de Páscoa
Moais na Ilha de Páscoa. Foto: Chile Travel.

Ainda não estivemos por lá, mas os blogs Tô pensando em viajar e Viagens Cine tem muitas dicas sobre a Ilha de Páscoa.

4) Encantar-se com o Sul do Chile, seus vulcões e lagos andinos

Sem dúvidas é a região do Chile com mais fácil acesso a vulcões ativos. Em Puerto Varas, na Região dos Lagos Andinos é fácil subir ao topo de vulcões ativos como o Vulcão Osorno, um dos mais bonitos do mundo. Chega-se de carro ao Centro de Apoio que fica a 1.240 metros de altitude, onde se toma um teleférico para alcançar 1.700 metros de altitude e os mais aventureiros podem realizar um trekking até o glaciar no topo do vulcão ou descer de tirolesa até a estação Base. Os Saltos del Petrohué, localizados no Parque Nacional Vicente Pérez Rosales, é outra atração da região.

Saltos del Petrohué
Saltos del Petrohué e o Vulcão Osorno.

Saiba mais no post Puerto Varas e Frutillar – Patagônia Chilena.

Já em Pucón, o vulcão ativo Villarica teve a sua última erupção em 3 de março de 2015, meses depois na nossa primeira passagem por lá. A cidade é muito procurada no verão por chilenos e argentinos para o ecoturismo como rafting, esqui aquático, escalada, banhos em águas termais e cachoeiras e no inverno para prática de esportes de inverno como esqui e snowboard.

Vulcão Villarrica em Pucón no Chile
Vulcão Villarrica em Pucón.

Saiba mais no post Pucón: A cidade do Vulcão.

Valdivia é a cidade austral mais antiga do mundo e tem como principal atração a navegação pelo rio Calle Calle, onde pode-se ver os lobos marinhos. Mais ao sul está Chiloé, um destino rústico e genuíno que proporciona uma das experiências mais autênticas no Chile.

Chiloé - Sul do Chile
Chiloé.

O blog O melhor mês do ano tem muitas dicas do que fazer em Chiloé.

5) Aventurar-se pela Patagônia chilena

A região mais gelada da América do Sul é destino certo para os aventureiros que amam a natureza em sua essência mais exótica e selvagem. A Patagônia chilena abriga montanhas, geleiras, fiordes, geleiras, estepes, vida animal e muito gelo e neve.

Torres del Paine no Chile
Torres del Paine. Foto: Travel Chile.

O Parque Nacional Torres del Paine é prefeito para atividades de caminhada e camping. Com área superior a 200 mil hectares, recebe mais de 160.000 visitantes por ano. O

No Estreito de Magallanes visite a Ilha Magdalena para ver os pinguins e o Porto Williams o povoado mais austral do mundo. A Patagônia é habitat natural de golfinhos, leões marinhos e baleias. Também é possível chegar à Antártica em território chileno, um destino ainda pouco explorado pelo turismo.

Ainda não conhecemos a Patagônia chilena. O blog Ninho de Jiripoca tem dicas para viajar para Patagônia com crianças, o Um Viajante para realizar a navegação aos glaciares Balmaceda e Serrano e O melhor mês do ano um guia sobre o circuito W em Torres del Paine.

Laguna Piedra
Laguna Piedra no Deserto do Atacama.

Roteiros de viagem para o Chile

Em um país com tantos atrativos e atrações, fica difícil montar um roteiro de viagem que contemple todos os lugares que queremos conhecer. Não é a toa que já estivemos por lá algumas vezes e continuamos voltando.

Com certeza você também terá dificuldade para montar o seu roteiro pelo Chile, já que é difícil escolher o que fazer por lá dentre tantas opções. Por isso nesse post estão alguns dos roteiros que já fizemos por lá para que você possa adaptá-los a seu tempo de viagem, interesses e orçamento.

Travel Place Andino
Vista noturna do terraço apartamento em Santiago.

1) Roteiro de 5 dias em Santiago

Na sua primeira vez no Chile, uma boa sugestão de roteiro é a combinação da capital Santiago com excursões de um dia as vinícolas da região, a Cordilheira dos Andes e as cidades litorâneas de Viña del Mar e Valparaíso.

Esse roteiro é perfeito para quem tem pouco tempo para viajar para o exterior e quer ter o primeiro contato com o Chile. Foi planejado para quem vai ficar 5 dias completos em Santiago.

Cerro Santa Lucia, Santiago
Cerro Santa Lucia em Santiago.

É preciso chegar na capital chilena na noite anterior ao 1º dia desse roteiro e voltar para o Brasil na noite do 5º dia. Mas você pode adaptar esse roteiro de acordo com o tempo da sua viagem e os seus interesses, além da época do ano em que viaja.

Pôr do sol em Santiago
Pôr do sol visto do Sky Costanera.

Veja esse roteiro detalhado no post Roteiro de 5 dias em Santiago.

2) Roteiro de 3 dias no Deserto do Atacama

Esse roteiro é para quem tem apenas alguns dias livres e quer conciliar o Deserto do Atacama com Santiago ou alguma outra cidade do Chile. Também é possível visitar apenas o Deserto do Atacama, ideal para quem já conhece Santiago e quer conhecer o deserto.

  • 1º dia: pela manhã voo para Calama e transfer para San Pedro do Atacama e a tarde passeio para o Vale da Lua;
  • 2º dia: pela manhã passeio para Lagunas Altiplânicas e pela tarde Laguna Cejar;
  • 3º dia: pela manhã Geysers del Tatio e no fim da tarde transfer para Calama e voo para Santiago.
Geysers El Tatio
Piscina termal nos Geysers El Tatio.

Saiba mais no post Roteiro de 3 dias no Deserto do Atacama com dicas de passeios, hospedagem e custos.

3) Roteiro de 9, 10 ou 11 dias: Santiago, Viña del Mar e Valparaíso, San Pedro do Atacama

Com 9 dias já é possível conhecer Santiago e arredores, além de passar alguns dias no Deserto do Atacama. Esse foi o roteiro da nossa viagem em novembro/dezembro de 2018.

Valparaíso no Chile
Valparaíso vista do Cerro Alegre.

Siga o roteiro de 5 dias em Santiago para conhecer as atrações da capital chilena e região. No sexto dia viaje bem cedo de avião para Calama e de lá siga de transfer para San Pedro do Atacama. Passe 3 dias por lá e use o 9º dia para a viagem de retorno ao Brasil.

Voo Santiago Calama
Vista do lado esquerdo voo Santiago x Calama.

No sexto dia viaje bem cedo de avião para Calama e de lá siga de transfer para San Pedro do Atacama. Passe 3 dias por lá e use o 9º dia para a viagem de retorno ao Brasil.

Preparamos um Roteiro de 3 dias no Deserto do Atacama com dicas de passeios, hospedagem e custos. Três dias é pouco para conhecer as belezas do deserto, mas se você só tem esse tempo, aproveite e não deixe de viajar.

Laguna Cejar
Laguna Cejar.

Caso você tem mais dias, pode estender o tempo em San Pedro do Atacama para 4 ou 5 dias, tempo ideal para conhecer melhor o Deserto do Atacama. Com mais 3 ou 4 dias é possível dar uma esticada até a Bolívia para conhecer o Salar de Uyuni.

Centro de San Pedro do Atacama
Centro de San Pedro do Atacama.

4) Roteiro de 12 dias: Santiago, Viña del Mar e Valparaíso, Pucón, Valdívia e Puerto Varas

Quem tem mais tempo pode conciliar Santiago com o sul do Chile, visitando cidades como Pucón, Puerto Varas e Frutillar para ver os lagos e vulcões da região.

Frutillar no Chile
Frutillar no sul do Chile. Foto: Chile Travel.

Em janeiro de 2017, em pleno verão, nosso roteiro da viagem para o Chile percorreu as zonas de Santiago, Costa Central, Sul, Lagos e Vulcões. Foram 12 dias de viagem realizada da seguinte forma:

  • 1º a 4º dia: Santiago com 1 dia reservado para um bate-volta a Valparaíso e Viña del Mar;
  • 5º a 7º dia: Pucón;
  • 8º dia: Valdívia;
  • 9º a 11º dia: Puerto Varassendo 2 dias em Puerto Varas e Frutillar e 01 dia para o passeio bate-volta a Chiloé;
  • 12º dia: viagem de volta ao Brasil com voo de Puerto Montt para Santiago e de Santiago para o Brasil.
Vulcão Osorno em Puerto Varas
Vulcão Osorno em Puerto Varas

Os deslocamentos internos durante essa viagem foram feitos todos de ônibus da seguinte forma:

  • Santiago x Valparaíso: Tur-Bus, 1:45 h de viagem, 3.000 pesos
  • Santiago x PucónTur-Bus, 11 h de viagem (noturna), 20.700 pesos
  • Pucón x Valdívia: JAC, 3 h de viagem, 4.700 pesos
  • Valdívia x Puerto Varas: JAC, 2:45 h de viagem, 5.000 pesos
  • Puerto Varas x Puerto Montt: ônibus circular, 30 minutos.
Puerto Varas no Chile
Puerto Varas. Foto: Chile Travel.

5) Outros roteiros pelo Chile

Patagônia chilena

Com mais tempo ou se esse for seu objetivo principal, inclua a Patagônia chilena no roteiro. Não deixe de visitar Punta Arenas, Puerto Natales e as Torres del Paine. Esse é um dos nossos objetivos e assim que tivermos a oportunidades vamos viajar para lá para dar todas as dicas aqui no blog.

Lago Grey no Chile
Lago Grey no Parque Nacional Torres del Paine. Foto: Chile Travel.

No blog Apure Guria tem um roteiro pela Patagônia: Argentina e Chile de carro e no Viajei Bonito um roteiro em Punta Arenas.

Ilha de Páscoa

Isso que não falamos ainda da mística Ilha de Páscoa, um dos lugares habitados mais isolados do mundo, com seus gigantescos moais, praias, cavernas e animais singulares. Fica a impressionantes 3.000 quilômetros de distância da costa chilena e ainda guarda muitos mistérios.

Moai na Ilha de Páscoa
Ilha de Páscoa.

Gosta longas viagens de carro? O blog Mapa na Mão6 motivos para ir ao Chile de carro.

Agências de turismo no Chile

É recomendado contratar tour com agências de turismo para conhecer boa parte das atrações no Chile. É claro que em muitas dessas atrações é possível ir por conta própria, mas nem sempre o custo-benefício e a falta de segurança fazem valer a pena a economia. Falta de segurança no sentido de que muitas dessas atrações são de difícil acesso, podendo ser necessário dirigir em estradas de terra, com neve ou gelo, além de ficarem bem distantes das cidades, tornando o passeio bem cansativo e impossível de se fazer sem um carro alugado.

Os passeios são caros e há ofertas por preços diferentes para o mesmo tour em diferentes agências. Tome cuidado! Algumas agências são “piratas” e por isso cobram mais barato. Desconfie de preços muito fora do padrão. Pesquise os preços e a reputação das empresas antes de contratar. Abaixo indicamos as empresas com quem já realizamos passeios no Chile e recomendamos:

Agência de turismo em Santiago

Nossa indicação de agência de turismo em Santiago é a Destino Chile, uma agência de brasileiros voltada ao atendimento de brasileiros. Eles contam com mais de 1.000 depoimentos positivos no Facebook e no TripAdvisor.

Outra vantagem é poder pagar em reais pelo PagSeguro através de boleto à vista ou no cartão de crédito em 2 vezes sem juros ou até 12 vezes com acréscimo. Você ainda pode solicitar o contato de um consultor brasileiro para te ajudar a montar seu roteiro.

ATENÇÃO: preenchendo esse formulário você receberá um cupom de desconto de 10% OFF na compra de passeios com a Destino Chile.
Acesse agorasolicite um orçamento.

Agência de turismo no Deserto do Atacama

Fizemos os tours no Deserto do Atacama com a Denomades.com e indicamos. A empresa existe desde 2013 e atualmente é o principal site de reserva online de passeios e excursões na América do Sul. Há profissionais disponíveis via chat para auxiliar durante as reservas, tirar dúvidas e ajudar no planejamento da viagem. Os pagamentos são feitos ainda no Brasil via PayPal ou com cartão de crédito internacional.

Agências de turismo no sul do Chile

  • Em Pucón: Politur – Passeios em Pucón e Região dos Lagos
  • Em Puerto Varas: Patagônia Austral – Passeios em Puerto Varas, Puerto Montt e Ilha de Chiloé.
Vista do Cerro San Cristóbal
Vista de Santiago do Cerro San Cristóbal.

Como economizar no Chile

Apesar de ser um dos países mais caros para viajar na América do Sul, é sim possível economizar no Chile. Com pequenos ajustes no seu roteiro você poderá aproveitar melhor a viagem e gastar menos.

  • Faça alguns passeios por conta própria. Em Santiago você pode visitar a Vinícola Concha y Toro usando o transporte público ao invés de contratar um tour, visitar Valparaíso e Viña del Mar por conta própria e caminhar por Santiago realizando o city tour a pé.
  • Alugar um carro para tour por conta própria ao invés de contratar agências. Você pode utilizar o site da rentcars.com para encontrar e reservar um carro no Chile. Mas atenção: alguns passeios no Chile exigem dirigir em estradas de terra sem qualquer sinalização ou com neve e gelo. Pesquise bastante para ter certeza que o risco vale a economia.
  • No Chile não existem restaurantes por quilo, self-service ou buffet livre. Todos os restaurantes trabalham com à la carte (cardápio). Para economizar pergunte pelo menu del día no restaurantes na hora do almoço. Todos os restaurantes no chile disponibilizam essa opção mais econômica que nada mais é que o prato do dia, com entrada (sopa ou salada), prato principal com carne e geralmente uma bebida (refrigerante ou suco) é costuma custar entre 3.800 e 6.000 pesos, variando de acordo com o restaurante e a região do Chile.
  • O menu del día só está disponível na hora do almoço, então aproveite para comer fora no almoço e no jantar você pode comprar algo pronto ou semi-pronto em um supermercado.
  • Optar por opções de hospedagem que disponibilizem cozinha e preparar algumas das refeições.
  • Levar dólares para pagar as despesas com hospedagem. No Chile há um imposto sobre hospedagem de 19% quando o pagamento é feito na moeda local. Porém estrangeiros que pagam em dólares ou no cartão de crédito internacional são isentos dessa taxa.
  • Use o transporte público e aplicativos de transporte em Santiago. Fuja dos táxis, pois além de ter preços altos, há um número muito grande de reclamação de brasileiros que foram vítimas de golpes aplicados por taxistas, como taxímetro adulterado e volta de troco errado.
Pôr do Sol nas Dunas de Concon
Pôr do Sol nas Dunas de Concon.

Leia também

Roteiro de 5 dias em Santiago

Sky Costanera em Santiago – O mirante mais alto da América Latina

Valle Nevado fora da temporada de neve

Valparaíso e Viña del Mar por conta própria

Pucón! A cidade do Vulcão!

Rafting em Pucón

Valdívia! Uma cidade a ser incluída em seu roteiro pelo Chile!

Puerto Varas e Frutillar – Patagônia Chilena

Fiquei doente no exterior! E agora?

VIAJE POR CONTA PRÓPRIA E ECONOMIZE MUITO!
Reserve hospedagem no Booking.com
Seguro Viagem com desconto em Segurospromo
Alugue um carro em Rentcars
Ingressos e passeios dentro do Brasil em Touron
Passagens aéreas promocionais em Passagens Promo
Passeios em Santiago com Destino Chile (cupom #bloglovers 10%OFF)
Tours pela América do sul em Denomades.com
Passagens de ônibus, trem e avião dentro da Europa em Omio
Ingressos e passeios pelo mundo em GetYourGuide
Chip Internacional com frete grátis em EasySIM4U
Chip Internacional da Viaje Conectado com 10%OFF cupom PROMO10

36 Comments

  1. Ana Flores 09/02/2017
    • Mochilão Barato 09/02/2017
  2. Patricia Zaina 09/02/2017
    • Mochilão Barato 18/09/2017
      • Thais Andrade 11/02/2018
        • Mochilão Barato 12/02/2018
  3. Gabi 09/02/2017
    • Mochilão Barato 09/02/2017
  4. Mari Vidigal 09/02/2017
  5. Diva de Mochila 09/02/2017
  6. Flávia March 09/02/2017
  7. Amilton 09/02/2017
  8. Paula Abud 10/02/2017
  9. Mapa na Mão 10/02/2017
  10. Anônimo 27/03/2017
    • Mochilão Barato 27/03/2017
  11. Anônimo 14/06/2017
    • Mochilão Barato 06/08/2017
  12. viviane rodrigues 03/09/2017
    • Mochilão Barato 04/09/2017
  13. Charles Costa 03/10/2017
    • Mochilão Barato 03/10/2017
  14. Leonardo 31/12/2017
    • Mochilão Barato 06/01/2018
  15. Cristiane 08/01/2018
    • Mochilão Barato 08/01/2018
  16. Gabriela 06/04/2018
    • Mochilão Barato 06/04/2018
  17. Pablo Neruda 06/08/2018
  18. Antonio 27/08/2018
    • Mochilão Barato 27/08/2018
  19. Victor 07/11/2018
    • Mochilão Barato 07/11/2018
  20. Guia Souto 01/02/2019
    • Mochilão Barato 01/02/2019

Gostou? Deixe sua dúvida ou comentário!