Roteiro de 12 dias de viagem para o Chile

O Mochilão Barato voltou ao Chile! Quer saber qual foi o nosso Roteiro de 12 dias de viagem para o Chile? Nesse post contamos tudo sobre nosso planejamento de viagem e damos dicas de como viajar de forma independente e de como economizar por lá. As cidades visitadas foram Santiago, Viña del Mar e Valparaíso, Pucón, Valdívia, Puerto Varas, a ilha de Chiloé e Puerto Montt.

Roteiro de viagem para o Chile

O Chile é um país que deve ser incluído nos seus planos de viagem! De alguns anos para cá se tornou, ao lado da Argentina, um dos principais destinos dos brasileiros na América do Sul. Deve ser apreciado aos poucos e tem tantas atrações, como o Pacífico, a Ilha de Páscoa, as Cordilheiras dos Andes, o deserto do Atacama e a Patagônia, que é impossível conhecê-lo completamente em uma única viagem.

COMO CHEGAR

A principal porta de entrada para o Chile é a capital Santiago, já que existem voos diretos de São Paulo pela Gol e pela LATAM. Mas dependendo do seu roteiro você pode fazer uma conexão para cidades como Puerto Natales na Patagônia, Puerto Montt na região dos lagos e Calama no Atacama.

Nós emitimos as passagens de ida e volta por milhas pelo programa Multiplus da LATAM. O trecho de ida de Campo Grande para Santiago saiu por 10 mil pontos e o de volta de Puerto Montt para Campo Grande por 12 mil milhas.

Vale Nevado em Santiago

ATRAÇÕES

São tantas atrações que é praticamente impossível conhecer todos os locais que você se interessa em uma só viagem. Na sua primeira vez no Chile, um bom roteiro é a combinação da capital Santiago com excursões de um dia aos vinhedos de seu entorno, as Cordilheiras dos Andes e às cidades litorâneas de Viña del Mar e Valparaíso. Se tiver mais tempo, vá ao sul e visite cidades como Pucón, Puerto Varas e Frutillar na região dos Lagos Andinos.

Frutillar no Chile

Para uma viagem mais longa ou para quem já conhece as cidades acima, vale a pena explorar o norte, visitando o Deserto do Atacama ou a Patagônia chilena, explorando Puerto Natales e as Torres del Paine.

Roteiro de 12 dias de viagem para o Chile

Nosso roteiro da viagem para o Chile foi o seguinte:

  1. Santiago (acesse os posts)03 dias.
  2. Viña del Mar e Valparaíso (acesse os posts): 01 dia (bate e volta).
  3. Pucón (acesse os posts): 03 dias.
  4. Valdívia (acesse os posts): 01 dia.
  5. Puerto Varas (acesse os posts)03 dias, sendo 01 dia para passeio bate e volta a Chiloé.
  6. Puerto Montt: 01 dia.

Está gostando desse post? Que tal curtir nossa página no Facebook?

Que moeda levar para o Chile

A moeda do Chile é o peso chileno. Em janeiro de 2017 cada real valia 194 pesos chilenos nas casas de câmbio de Santiago. Entretanto, se você quiser comprar pesos chilenos aqui no Brasil, provavelmente não irá conseguir um câmbio tão favorável. A nossa dica é levar reais para o Chile e trocá-los por pesos chilenos em Santiago. Nas demais cidades chilenas é possível trocar reais por pesos, porém a cotação não é tão boa quanto em Santiago. Caso você tenha dólares, euros ou libras, pode levá-los para o Chile também.

Atualmente paga-se imposto no Brasil em todos os tipos de compra de moeda estrangeira. O valor atual do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) na compra de moedas estrangeiras em dinheiro vivo é de 1,1% e no cartão de débito pré-pago e cheques de viagem 6,38%. Quem optar por utilizar o cartão de crédito no exterior também paga 6,38% de IOF e ainda fica sujeito a variação da cotação da moeda estrangeira até o fechamento da fatura.

Atenção: no Chile há um imposto sobre hospedagem de 19%, mas o estrangeiros estão isentos dessa taxa se pagarem a hospedagem no cartão de crédito ou com dólares americanos.

Dessa forma, entendemos que a melhor opção é levar reais para serem trocados por pesos chilenos em Santiago, para aos gastos gerais da viagem e levar dólares no valor suficiente para pagar por sua hospedagem. Por questões de segurança, você pode adquirir um cartão pré-pago internacional e carregá-lo com dólares ou pesos chilenos, apesar do valor mais alto do IOF e das taxas pagas a cada saque, pois caso você o perca ou sofra um furto ou roubo, as operadoras conseguem bloquear o cartão e te enviar um novo em um prazo bem curto.

Imigração no Chile

Brasileiros não necessitam de passaporte para entrar no Chile, bastando apresentar Carteira de Identidade Civil com no máximo 10 anos de expedição. Atenção: não são aceitos documentos como CNH, Carteira Funcional, Carteira de Militar, Carteira de Trabalho, OAB, CREA, etc. Os únicos documentos aceitos pela imigração são o passaporte ou a Carteira de Identidade (RG) emitida pelas Secretárias de Segurança Pública.

Deslocamentos internos no Chile

Os deslocamento interno no Chile foram realizados de ônibus. Os ônibus chilenos, em geral, são melhores que os brasileiros. Dependendo do trajeto você pode escolher entre as opções convencional, executivo, cama e semi-cama. Normalmente não há parada para refeição, podendo estar incluso o serviço de bordo. Como as estradas chilenas são boas, mesmo longas distâncias podem ser vencidas em uma confortável viagem noturna. As principais empresas de ônibus chilenas são a Tur-Bus, Pullman e JAC. Ambas vendem passagens online. Atenção: no Chile não há rodoviárias como as que estamos acostumados. Em algumas cidades podem existir vários terminais de ônibus para as diferentes empresas. Verifique de qual terminal saíra e em qual chegará seu ônibus.

O Chile é um país com dimensões continentais e dependendo da distância pode ser mais barato viajar de avião do que de ônibus, além, obviamente, de ser mais cômodo e rápido.  A LATAM opera voos para todas as regiões do Chile, mas nem sempre oferece os menores preços. A opção é verificar os preços da Sky Airlines, uma empresa low cost que opera por lá.

Nossos deslocamentos pelo Chile foram feitos da seguinte forma:

  1. Santiago x Valparaíso: Tur-Bus, 1:45 h de viagem, 3.000 pesos
  2. Santiago x PucónTur-Bus, 11 h de viagem (noturna), 20.700 pesos
  3. Pucón x Valdívia: JAC, 3 h de viagem, 4.700 pesos
  4. Valdívia x Puerto Varas: JAC, 2:45 h de viagem, 5.000 pesos
  5. Puerto Varas x Puerto Montt: ônibus circular, 30 minutos.
Hospedagem no Chile 

O Chile é um país caro. Encontrar hospedagem de qualidade com bom preço exige muita pesquisa. Abaixo estão os locais em que nos hospedamos. Como nossas experiências foram boas em todos eles, indicamos os mesmos aos nossos leitores.

  1. Santiago: Hotel Don Santiago-Bellavista (a partir de R$147,00 por noite em quarto privativo)
  2. Pucón: Lacustre Trip Hostel (a partir de R$69,00 por noite em quarto coletivo)
  3. Puerto Varas: Hostel Casa Azul (a partir de R$49,00 por noite em quarto coletivo)
  4. Puerto Montt: Hotel Antupiren (a partir de R$147,00 por noite em quarto privativo)
Custos da viagem para o chile

Vão depender do seu estilo de viagem. O Chile é um país caro. Os gastos com hospedagem, alimentação e passeios são próximos e até superiores aos de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro.

Por lá não existem restaurantes por quilo, nem de buffet livre, mas na hora do almoço todo restaurante chileno oferece um menu do dia (menú del día) com entrada, prato e sobremesa a um preço mais baixo que os dos pratos do cardápio. Você vai encontrar menus entre 6.000 e 8.000 pesos chilenos e comer muito bem. Essa opção mais econômica de se alimentar no Chile normalmente é anunciada em placas na entrada dos restaurantes.

Chorrillana – Comida típica chilena

A maioria dos passeios precisam ser realizados com uma agência, já que os atrativos ficam distantes das cidades e em locais de difícil acesso. Costumam ser caros e é possível encontrar diferentes preços para o mesmo passeio. Fique atento, muitas agências são “piratas” e não são de confiança. Pesquise os preços dos passeios que você escolher e verifique se a reputação da empresa. Nós realizamos os passeios no Chile com as seguintes empresas:

  1. Santiago: Turistik – Passeios em Santiago, região e Viña del Mar e Valparaíso
  2. Pucón: Politur – Passeios em Pucón e Região dos Lagos
  3. Puerto Varas: Patagônia Austral – Passeios em Puerto Varas, Puerto Montt e Ilha de Chiloé.

Não tivemos problema com nenhuma delas e recomendamos essas empresas. Você pode fazer contato através dos seus sites ou por e-mail, inclusive deixar reservados os passeios.

Para economizar, você pode fazer alguns passeios de forma independente, como visitar as vinícolas de Santiago usando o transporte público ao invés de contratar um transfer, visitar Valparaíso e Viña del Mar por conta própria e caminhar por Santiago realizando o City tour a pé.

Cajon Del Maipo Chile

Cajon Del Maipo

Seguro viagem para o Chile

No Chile não existe atendimento médico gratuito. Se você ficar doente por lá vai ter que pagar por atendimento médico, mesmo que seja em um hospital público.

A melhor forma de se precaver e poder viajar em segurança e ter a certeza que caso fique doente receberá um ótimo atendimento médico é contratar um seguro de viagem internacional.

Nós fizemos orçamentos em diversas empresas e comparando o custo benefício optamos pelo seguro da Assist-Card contratado através do site da Seguros PromoO seguro custou apenas R$ 105,00 para os 12 dias de viagem, com coberturas de U$35.000 para assistência médica por acidente ou enfermidades, despesas médicas, hospitalares e/ou odontológicas, assistência farmacêutica, translado médico, seguro de translado de corpo, extravio de bagagens e outras coberturas. Haviam outras opções mais baratas, porém com coberturas menores.

Nós utilizamos a Seguros Promo para contratar seguro viagem em nossas últimas viagens e recomendamos. Use o cupom MOCHILAOBARATO5 na tela de pagamento e garanta 5% de desconto e mais 5% de desconto para pagamento via boleto. Caso prefira, o pagamento ainda pode ser feito em até 12 vezes no cartão de crédito.


Leia também:

Chi Chi Chi le le le! Viva Chile! Conhecendo Santiago!

Valparaíso e Viña del Mar por conta própria

Pucón! A cidade do Vulcão!

Valdívia! Uma cidade a ser incluída em seu roteiro pelo Chile!

Puerto Varas e Frutillar – Patagônia Chilena

Fiquei doente no exterior! E agora?

Assine a Newsletter e receba por e-mail um aviso a cada nova postagem!

Siga também em nossas redes sociais.

 

 

15 Comments

  1. Ana Flores 09/02/2017
    • Mochilão Barato 09/02/2017
  2. Patricia Zaina 09/02/2017
  3. Gabi 09/02/2017
    • Mochilão Barato 09/02/2017
  4. Mari Vidigal 09/02/2017
  5. Diva de Mochila 09/02/2017
  6. Flávia March 09/02/2017
  7. Amilton 09/02/2017
  8. Paula Abud 10/02/2017
  9. Mapa na Mão 10/02/2017
  10. Anônimo 27/03/2017
    • Mochilão Barato 27/03/2017
  11. Anônimo 14/06/2017

Gostou? Deixe sua dúvida ou comentário!