O que fazer na Bratislava

Quer saber o que fazer na Bratislava na Eslováquia? A até pouco tempo longinquá Bratislava, é uma pequena e interessante cidade do leste Europeu. Assim como Praga ela possui um belo patrimônio arquitetônico, uma rica vida cultural e é uma cidade muito barata para o turista. Os jovens europeus costumam visita-la em busca da sua cerveja barata e de qualidade. Eu reservei dois dias para conhecer a cidade, porém um simples bate e volta a partir de Viena pode ser o suficiente. Cheguei de ônibus de Praga e de lá segui de ônibus para a Budapeste.
Centro Bratislava

Um pouco da História da Bratislava

Por volta de 1100 d.C., a maior parte do território da Eslováquia foi anexada pelo Reino da Hungria. Já no século 16, com as invasões do Império Otomano e a ocupação de Buda, a capital do Reino Húngaro foi transferida para a Bratislava. Entre 1536 e 1830,  onze reis e rainhas foram coroados na Catedral de São Martinho, que pode ser visitada no centro histórico de Bratislava. No século 18, durante o reinado de Maria Teresa, da Áustria, tornou-se uma das cidades mais importantes do território: a população triplicou, assim como a vida cultural e os palácios. Com a saída dos turcos da Hungria, a cidade eslovaca foi perdendo importância até deixar de ser a capital do reino, em 1848.

Após a Primeira Guerra Mundial, Eslováquia e República Tcheca se unificaram e formaram a Tchecoeslováquia, permanecendo unidas até 1992, quando eram unificados, quando de forma pacífica se separaram.

Essa união não foi forte o suficiente para resistir à Alemanha Nazista. Em 1939, a Tchecoslováquia foi desmembrada e a Eslováquia passou a ser dominada por um fascista, num regime comandado nos bastidores pela Alemanha. Nesse período, mesmo com a resistência eslovaca, a maioria dos judeus que vivia no território foi deportada para campos de concentração. Após a Segunda Guerra, a Tchecoeslováquia voltou a existir e milhares de descendentes de húngaros e alemães foram expulsos do território.

A independência do país durou pouco. Em 1948, a União Soviética aumentou muito sua influência na região e, em 1968, depois da Primavera de Praga (que também ocorreu em Bratislava), o país foi ocupado de vez pelas forças socialistas. Em 1989 ocorreu a Revolução de Veludo, uma revolução pacífica que conseguiu dar fim ao regime comunista no país. Em 1992, os governos começaram as discussões para a separação da Tchecoslováquia e, no primeiro dia de 1993, Eslováquia e República Tcheca tornaram-se independentes, separação pacífica que muita gente chama de Divórcio de Veludo, consonante ao nome da revolução.

ponte-bratislava

Como chegar na Bratislava

Eu optei por ir de Praga para Bratislava de ônibus com a empresa Student Agency. É uma empresa de ônibus Tcheca que possui ônibus muito confortáveis, com direito a monitor individual com filmes, rodomoça, serviço de bordo, revistas, etc. A viagem duram 04 horas e as passagens são encontradas a partir de 10 euros.

Você também pode optar por fazer um bate e volta a partir de Viena. Ou chegar de Praga, passar a tarde e seguir para Viena ou Budapeste. Entretanto eu recomendo passar uma noite na cidade.

Hospedagem em Bratislava

Fiquei hospedado no Art Hostel Taurus. É um hostel simples, entretanto limpo e agradável. A é localização é ótima, bem ao lado do castelo e bem próximo aos principais pontos turísticos, sendo possível fazer tudo caminhando. Tem café da manhã incluso (pão de forma, queijo, geléia, café, leite, chá e cereais).

praca-bratislava

Está gostando desse post? Que tal curtir nossa página no Facebook?

O que fazer na Bratislava

A maior atração da cidade é o Castelo de Bratislava (Bratislavský hrad) que está localizado no alto de uma colina e domina toda a paisagem. Suas quatro torres brancas são consideradas o símbolo da cidade. O castelo que já foi uma fortaleza e já abrigou reis e rainhas, foi destruído durante as Grandes Guerras Mundiais e reconstruído posteriormente. Atualmente é sede do Parlamento Eslovaco e do Museu Nacional Eslovaco.

castelo-bratislava

Depois de conhecer o castelo, perca-se pelas ruas do centro histórico. Caminhe bastante, veja as construções histórica, os monumentos, as estatuas, praças, observe a população local, seus costumes. Encontre um bom restaurante para almoçar, aproveite que na Bratislava a comida é bem barata e muitos restaurantes trabalham com o sistema “Eat all you can”, o nosso famoso “Self-Service a vontade” e prove a comida regional.

estatua-bratislava

Muitos europeus vão a Bratislava em busca de suas bebidas baratas e promessa de diversão. Se você estiver procurando o mesmo, basta circular circular perto das praças do centro histórico que você encontrará diversos bares e boates com cerveja de qualidade por 1 euro.

estatua-bratislava

Já leu o post sobre o planejamento do meu mochilão de 60 dias pela Europa?

Não deixe de acompanhar  o relato dessa incrível viagem de 60 dias pela Europa!

Assine nosso blog e receba por email um aviso a cada nova postagem!

Nos siga também em nossas redes sociais!

O que fazer na Bratislava

Gostou? Deixe sua dúvida ou comentário!